39.0481, -77.4728
  • BUZIOS

    30 de novembro e 01 de dezembro

    Búzios

    Armação dos Búzios – RJ

    -22.752792, -41.884151 Inscreva-se Saiba Mais
  • COSTA VERDE

    9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde

    Mangaratiba - RJ

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • BRAZIL

    11 e 12 de Maio

    BRAZIL

    Ilhabela – SP

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • OURO PRETO

    01 e 02 de Junho

    OURO PRETO

    Ouro Preto – MG

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • PRAIA DO FORTE

    08 e 09 de Junho

    Praia do Forte

    Mata do São João – BA

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • AGULHAS NEGRAS

    13 e 14 de Julho

    Agulhas Negras

    Visconde de Mauá - Resende/RJ

    Resultados Trail Run Inscreva-se Saiba Mais
  • ITAIPAVA

    24 e 25 de agosto

    Itaipava

    Petrópolis– RJ

    Resultados Increva-se Saiba Mais
  • ESTRADA REAL

    28 e 29 de setembro

    Estrada Real

    Tiradentes – MG

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • ILHA GRANDE

    05 e 06 de Outubro

    Ilha Grande

    Angra dos Reis – RJ

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • INDAIATUBA

    02 e 03 de Novembro

    Indaiatuba

    Indaiatuba – SP

    Inscreva-se Resultados Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    O mundo off-road é mais divertido

    Casal de triatletas cita vantagens no esporte off-road e se encanta pelo XTERRA; Maurício e Paula veem mais intensidade, amizade e diversão nas competições na natureza

     

    Devido à praticidade para realizar os treinamentos, a enorme maioria dos triatletas amadores começa a trajetória em um cenário urbano. Com o casal paulistano Maurício Marcheto e Paula Gama não foi diferente. No início, em 2013, apenas Maurício, o “Mau”, corria pelas ruas movimentadas da grande São Paulo, enquanto a namorada ainda não praticava nenhum tipo de esporte, apesar de frequentar academias. Cinco anos e dezenas de competições depois, eles garantem ter encontrado a modalidade perfeita: o triathlon off-road.

     

    A descoberta veio com o desgosto pelas competições “on-road” e a primeira participação no XTERRA Costa Verde 2018. Mauricio explica:

     

    “No triathlon de asfalto há uma briga de egos muito grande. Muitos atletas ficam te medindo pelo preço da sua bike, são egoístas, ficam bajulando os amigos da assessoria e isso sempre incomodou a Paula e a mim, é inclusive um dos principais motivos para treinarmos sozinhos a maior parte do tempo. Eu já tinha ouvido falar de um clima amistoso no XTERRA, além de sempre admirar os competidores por serem mais ‘cascas-grossas’, então foi o momento perfeito para experimentar esse novo mundo e amamos, foi muito mais divertido”.

     

    No início do romance e das atividades físicas em conjunto era assim: um apoiava o outro, mesmo que não conseguisse acompanhar o parceiro a pé

     

    “Ele (Mau) me influenciou muito a entrar no esporte. Quando nos conhecemos comecei a correr no meu ritmo e a pedalar ao lado dele quando ele corria. Em 2015 o Mau fez o primeiro Ironman e eu comecei a fazer meia maratonas. No fim daquele ano percebi que era mais competitiva do que achei que fosse, pois fizemos uma prova de 500m de natação e eu tive que largar por último para ter a companhia dele. No fim eu lembro de chegar, ver meu tempo e perceber que teria conseguido pódio se tivesse largado junto das outras meninas. Fiquei bem brava com ele”, conta Paula, aos risos, aproveitando para revelar a influência do amado e sua rotina inicial de treinamentos leves.

     

    Se antigamente Paula precisava de uma bike para acompanhar as passadas de Mau, hoje em dia, segundo o próprio, ela já tem potencial para ultrapassá-lo se ele descuidar. “Acabei criando um monstro em casa. Kkkkk….Ela se classificou para o Mundial Ironman 70.3 de 2017 em Chattanooga (Tennessee, EUA) e eu não! Se eu não treinar ela vai me deixar para trás”, afirma o empresário Mauricio, de 28 anos, dono de uma loja de autopeças (www.pecapecasnaweb.com.br).

     

    Para Paula, o nível de seu companheiro ainda é muito superior, mas já avisou que vai caçoar se ultrapassá-lo. “Foram poucas as provas que eu cheguei realmente perto de alcançar o Mau, mas eu brinco que se passar por ele um dia, vou dar um tapa na bunda dele”, conta a bem-humorada Paula Gama, de 23 anos e também empresária, dona da loja virtual Alpez, de roupas esportivas casuais (www.alpez.com.br). Ela também criou um espaço para relatar as participações nas provas, o www.espacotri.com.br.

     

    Em Costa Verde o feliz casal se abraçou após concluir a dura prova de Triathlon. Foto: Thiago Lemos

     

    Abordados sobre uma possível disputa pelo ranking do XTERRA em suas respectivas faixas etárias, o casal demonstra diferença de personalidade. Ele é mais reservado e prefere guardar as expectativas, já ela é mais efusiva e ambiciosa. “É muito estranha essa transição asfalto-terra, na terra quem define a força que você tem que fazer é o terreno, mas agora que vi como funciona, estou me sentindo mais segura para ir com ‘sangue nos zóio’ para Ilhabela”, diz Paula. “Estamos acertando nossas agendas para participar também das etapas da Praia do Rosa e Ilha do Mel, mas ainda temos que aprender e evoluir no esporte para ter resultados melhores. A gente trabalha duro para isso, leva tempo, mas não temos medo de se sujar e tomar uns tombos às vezes”, explica o consciente Mauricio.

     

    A dupla já está inscrita para o XTERRA Brazil, nos dias 12 e 13 de maio, em Ilhabela.

    Triatletas internacionais participarão do XTERRA Brazil 2018

    Norte-americanos, dupla de neozelandeses e canadense já estão garantidos na principal etapa brasileira

    Kieran McPherson ficou em 2° no XTERRA Brazil 2017 e já está inscrito para a edição de 2018. Foto: Asia Trilive

    A etapa mais popular do circuito XTERRA Brazil Tour 2018 é em Ilhabela, a chamada XTERRA Brazil, que costuma atrair mais de 3.000 atletas em cada ano, sejam brasileiros ou estrangeiros. Acontecendo nos próximos dias 12 e 13 de maio, os primeiros “gringos” já se inscreveram para a prova de triathlon, que renderá vaga para o Mundial na Ilha de Maui, em outubro, no Havaí.

    O renomado triatleta Kieran McPherson, natural da Nova Zelândia e campeão do XTERRA Argentina, disputado no último dia 25 de março, em San Juan, é um dos confirmados para encarar o desafio brasileiro. Será a segunda participação de McPherson no Brasil (ficou em 2° lugar em 2017) e, dessa vez, o atleta patrocinado por McPherson Contractors, McFalls Fuel, RAD Roller, Norco Bicycles, Brooks Running, Aqualine Swim e Marleen Wholesalers não vem sozinho. Convidou o amigo e companheiro de treinos, o compatriota Alex Roberts. Disposição e elogios ao território brasileiro não faltam para os oceânicos.
    “Participei do XTERRA Brazil ano passado e desta vez estarei de volta porque gostei muito da atmosfera brasileira, convidei até um amigo da Nova Zelândia, o Alex, que aceitou na mesma hora. Essa prova é uma das minhas duas principais metas para o primeiro semestre e dessa vez espero passar um pouco mais de tempo para conhecer Ilhabela e depois ir para São Paulo. O Brasil é um país muito verde e bonito, acho um local fantástico para ser uma das etapas do Pan American Tour”, diz McPherson, de 26 anos. Já Alex, que tem 27 anos, é mais direto em sua resposta: “Kieran me contou coisas boas sobre o XTERRA brasileiro e eu decidi que precisava conhecer e competir também”, afirma.
    Assim como os neozelandeses, dois norte-americanos, naturais dos Estados Unidos, serão fortes competidores na prova de triathlon, além de um canadense. São eles: Branden Rakita, Kara LaPoint (ainda não confirmada) e Karsten Madsen, respectivamente. Rakita e Madsen serão mais dois candidatos a pódio, o que deixará a prova masculina com pelo menos oito atletas com reais condições de vitória. Já Kara LaPoint, campeã mundial em 2013, se quiser o troféu de ouro, terá que superar a atual tetra campeã brasileira na categoria feminina, Sabrina Gobbo, sempre ampla favorita.

    Gringos no XTERRA Brazil 2018Karsten Madsen, Alex Roberts, Kara LaPoint e Branden Rakita disputarão o XTERRA Brazil em 12 de maio

    Aos 31 anos, Kara disputou 10 edições do XTERRA pelo mundo em 2017 e vem de bons resultados, como o 6° lugar no XTERRA Utah, o 1° lugar no XTERRA Loma, em Colorado e o 2° lugar no XTERRA Barahona, na República Dominicana, no último mês de agosto. Sem dúvidas a californiana, caso confirme sua participação, será uma ameaça para Sabrina Gobbo, Laura Mira, Ana Carla Prade e outras brasileiras em Ilhabela.

    Tem tudo para ser uma das melhores e mais disputadas edições do triathlon no Brasil, com muita adrenalina e ultrapassagens durante os trechos da prova, que começa com 1,5 km de natação, prossegue com 24,5 km de bike e encerra com 8,5 km de corrida, no sábado, 12 de maio, a partir das 8h.

    MENU