39.0481, -77.4728
  • ESTRADA REAL

    28 e 29 de setembro

    Estrada Real

    Tiradentes – MG

    -21.110108, -44.173202 Inscreva-se Saiba Mais
  • ILHA GRANDE

    05 e 06 de Outubro

    Ilha Grande

    Angra dos Reis – RJ

    -12.574687, -38.004731 Inscreva-se Saiba Mais
  • INDAIATUBA

    02 e 03 de Novembro

    Indaiatuba

    Indaiatuba – SP

    -23.112450, -47.216160 Inscreva-se Saiba Mais
  • BUZIOS

    30 de novembro e 01 de dezembro

    Búzios

    Armação dos Búzios – RJ

    -22.752792, -41.884151 Inscreva-se Saiba Mais
  • COSTA VERDE

    9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde

    Mangaratiba - RJ

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • BRAZIL

    11 e 12 de Maio

    BRAZIL

    Ilhabela – SP

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • OURO PRETO

    01 e 02 de Junho

    OURO PRETO

    Ouro Preto – MG

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • PRAIA DO FORTE

    08 e 09 de Junho

    Praia do Forte

    Mata do São João – BA

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • AGULHAS NEGRAS

    13 e 14 de Julho

    Agulhas Negras

    Visconde de Mauá - Resende/RJ

    Resultados Trail Run Inscreva-se Saiba Mais
  • ITAIPAVA

    24 e 25 de agosto

    Itaipava

    Petrópolis– RJ

    Resultados Increva-se Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    Preparando-se para as corridas do início da temporada – por Josiah Middaugh

    Algumas dicas para ajudar a garantir que você esteja pronto para o primeiro XTERRA da temporada (se for o seu primeiro)

     

    Realize exercícios específicos de corrida

    Para ter um bom desempenho na intensidade da corrida, você deve fazer exercícios que imitam a intensidade que será exigida no dia da corrida. Os treinos não precisam ser iguais à duração do evento, mas devem incluir intervalos iguais ou acima do ritmo da passada e devem ser longos o suficiente para dar a você a confiança de que pode completar a distância desejada na intensidade certa. Para o XTERRA, um exercício físico que gosto de realizar é 6 x 6 minutos com 3 minutos de pedalada fácil, seguido por 2 x 1 milha, com 3-4 minutos de corrida fácil. Este treino de mountain bike é ótimo de fazer em uma subida sustentada.

     

    Sua primeira prova do ano não pode ser a grande prova da temporada

    Exercícios específicos ajudam, mas essa primeira corrida da temporada é sempre um tapa na cara. É preciso algumas provas para lembrar completamente o que é necessário para competir e sofrer no dia da competição. Se você tem uma corrida “A” no início da temporada, não faça dela o seu grande objetivo. Pode não haver um XTERRA antes dessa corrida, mas você pode encontrar algo para ajudar a preparar sua mente e corpo. Geralmente recomendamos uma prova de mountain bike no início da temporada ou duas. Aumente a distância de seu treino, se possível, atenção à nutrição e não tenha medo de fazer uma transição depois. Isso ajudará com suas habilidades técnicas e o acostumará a competir novamente. Além disso, os ciclistas de montanha olham para você como se você fosse louco, o que é sempre um pouco divertido.

     

    A primeira corrida da temporada sempre dói

    Só porque você treinou durante todo o inverno não significa que sua primeira competição do ano será mais fácil do que qualquer outra anterior. Saiba lidar com isso! Saiba o que você vai fazer quando a dor chegar e espere que ela aconteça. Saiba que a dor passará. Não existe prova fácil. Se você acha que uma corrida foi fácil, provavelmente você não foi duro o suficiente.

     

    Bole um plano de corrida

    Melhor ainda, reveja o planejamento do ano anterior e revisite o que funcionou para corridas similares. Traçar um plano de corrida ajuda você a visualizar sua próxima prova.

     

    Teste seu equipamento com antecedência

    Eu odeio admitir isso, mas fiz meu primeiro XTERRA do ano tendo acabado de receber todo o equipamento novo. Retire seu equipamento das caixas e teste-o pelo menos um mês antes de sua primeira corrida, para não atrapalhar a performance. Será menos estressante e você terá um melhor desempenho.

     

    Ame o ambiente em que você está

    Adore a região em que você vive para se ajudar a se preparar da melhor maneira possível. É fácil para mim reclamar da falta de pedalar devido ao solo da Flórida, mas não há desculpa para eu não estar na minha mountain bike toda semana. Eu também posso nadar em águas abertas a maior parte do ano se eu quiser e, no verão, eu posso simular o calor sufocante de Maui. Eu tenho muita sorte. Encontre os recursos que sua área oferece e utilize-os. Provavelmente há mais disponível do que você pensa.

     

    Sobre o autor:

    Josiah Middaugh é o campeão panamericano XTERRA, 13 vezes campeão nacional do XTERRA, e campeão mundial do XTERRA em 2015. Ele tem mestrado em cinesiologia e é personal trainer certificado há 18 anos (NSCA-CSCS). Veja a matéria original em https://www.xterraplanet.com/2019/04/middaugh-coaching-corner-prepping-early-season-races

    “Treino de luxo” para o XTERRA Endurance 2018

    Visando aprimorar seu condicionamento físico para etapa de Tiradentes em setembro, Pedro Crespo se inscreve em duas Half Trail Runs anteriores

     

    Uma das modalidades consideradas mais extremistas do circuito XTERRA é a Endurance, uma corrida de 50 km e percurso desafiador passando por estradas, pedras, subidas, rios, poças de lama, gramados, etc. Tanta adversidade soa apenas como diversão para o carioca Pedro Crespo, de 23 anos, que não se assusta com os percalços e busca exatamente chegar ao limite do cansaço e desenvolver ao máximo o seu nível de corredor.

     

    Em 2018 haverá apenas uma edição do Endurance, na clássica e histórica cidade de Tiradentes, em Minas Gerais. O XTERRA Estrada Real promete aumentar a competitividade da prova, já que além de ser única, também dará premiação em dinheiro pela primeira vez. A mudança serviu para motivar os competidores que adiavam suas participações, já que a próxima oportunidade será somente em 2019.

     

    Foi pensando desta forma que Pedro não hesitou na atual temporada. “Ano passado corri os 21km de Costa Verde, mas me encantei com o Endurance. Ainda não tinha a coragem de me inscrever, mas comecei a me preparar para 2018 e aí vi que só teria uma, então não tive como pensar duas vezes. Estou inscrito e meu principal objetivo será realizar uma boa prova, do início ao fim. Meu treinador diz que o pior da competição são os treinamentos e que o segredo da corrida é manter a sequência e a constância, então estou determinado a evoluir cada vez mais para buscar uma boa colocação na faixa etária primeiramente. No geral, em breve, por que não? Surpresas boas são sempre bem-vindas”, cogita o estudante de História pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

     

    Além dos 50 km, o carioca se inscreveu em outras duas etapas, que servirão de treino para o seu real objetivo e nova paixão. “Vai ser um desafio grande! Se uma maratona no asfalto já é sofrida, imagina uma ultramaratona nas montanhas? Deve ser coisa de louco, e é desse tipo de loucura que tiro minha motivação. A força e a resistência que a prova exige é triplicada, é evidente que os atletas do Endurance são diferenciados, até psicologicamente, pois é preciso saber suportar e se acostumar com a dor. Por tudo isso vou fazer também as Half Trail Runs do XTERRA Camp Ouro Preto e do XTERRA Lagoa dos Ingleses, pois me darão um preparo maior, vou me acostumar melhor com esse tipo de prova”, afirma.

     

    Nascido em Niterói e morando no Rio de Janeiro há 5 anos, Pedro Crespo faz questão de mencionar a importância de seu treinador, que é também seu pai, Pedro Lima, o popular Professor Pedrinho. “Meu pai é ex-atleta, professor de educação física há mais de 25 anos no complexo da Maré e meu maior exemplo, ao lado da minha mãe. Ele foi maratonista profissional. Então, desde criança, nossa casa era um dos pontos de encontro para o famoso ‘longão’ de domingo. Já naquela época eu convivia com atletas jovens e que, hoje em dia, são tops nas provas de montanha e cabeças no XTERRA, como o Marcinho e o Gleiciomar”, revela Pedro, citando os últimos campeões do ranking Endurance do XTERRA, Márcio Souza (campeão em 2015 e 2017) e Gleiciomar Pereira (campeão em 2016).

     

    Pedro ao lado do pai, mentor e treinador, Professor Pedrinho

     

    Apesar da experiência em maratonas, corridas de rua e de ter incentivo para correr desde a infância, Pedro só participou do XTERRA pela primeira vez em 2017, onde pôde vivenciar todas as fases do festival. “Adorei a etapa em que participei, foi um cenário de matas, praias e rios que criaram uma atmosfera bastante agradável. O evento como um todo é bacana, pois a energia é muito latente, é palpável o clima de ansiedade e apreensão por parte dos atletas antes das largadas. Só tenho elogios, tudo é bem sinalizado, um pós-prova que acolhe bem seus competidores, a hidratação crucial, a premiação, tudo ótimo”, afirmou.

     

    O XTERRA Estrada Real acontece em 29 e 30 de setembro, em Tiradentes. As inscrições para o Endurance e para outras modalidades já estão abertas e podem ser realizadas através do link https://goo.gl/CMYf5w.

    MENU