39.0481, -77.4728
  • BUZIOS

    30 de novembro e 01 de dezembro

    Búzios

    Armação dos Búzios – RJ

    -22.752792, -41.884151 Inscreva-se Saiba Mais
  • COSTA VERDE

    9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde

    Mangaratiba - RJ

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • BRAZIL

    11 e 12 de Maio

    BRAZIL

    Ilhabela – SP

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • OURO PRETO

    01 e 02 de Junho

    OURO PRETO

    Ouro Preto – MG

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • PRAIA DO FORTE

    08 e 09 de Junho

    Praia do Forte

    Mata do São João – BA

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • AGULHAS NEGRAS

    13 e 14 de Julho

    Agulhas Negras

    Visconde de Mauá - Resende/RJ

    Resultados Trail Run Inscreva-se Saiba Mais
  • ITAIPAVA

    24 e 25 de agosto

    Itaipava

    Petrópolis– RJ

    Resultados Increva-se Saiba Mais
  • ESTRADA REAL

    28 e 29 de setembro

    Estrada Real

    Tiradentes – MG

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • ILHA GRANDE

    05 e 06 de Outubro

    Ilha Grande

    Angra dos Reis – RJ

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • INDAIATUBA

    02 e 03 de Novembro

    Indaiatuba

    Indaiatuba – SP

    Inscreva-se Resultados Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    Diagnosticada com autismo, Alícia Fernandes participará do XTERRA Kids em Mangaratiba

    A jovem de quatro anos terá a companhia do pai, Narbal Fernandes, que correrá a trail 21K com uma bandeira de conscientização da síndrome

     

    O XTERRA Costa Verde 2019 contará com uma ilustre presença: Alícia Fernandes, apelidada de “Bailarina” pelos pais Narbal Fernandes e Alétha Fernandes. Com apenas quatro anos de idade, Alícia participará da corrida Kids, onde irá percorrer 100m pela arena montada na área externa do Portobello Resort & Safári, em Mangaratiba, no dia 10 de fevereiro. Até aí tudo normal, certo? Errado! A história da pequena Bailarina é de superação e muita emoção.

     

    A corrida Kids do XTERRA atrai centenas de crianças pelas edições anuais do evento. É uma chance de integração entre os nossos pupilos e o esporte mais praticado no Brasil, a corrida. Apesar das curtas distâncias, para Alícia, cada passada após o soar do apito será uma vitória, afinal a jovem sofre de autismo e não tem boa locomoção, fazendo inclusive, terapia psicomotora. Apesar da iminente dificuldade da filha, Narbal Fernandes não esconde a felicidade ao imaginá-la dando seus curtos passos pelo percurso.

     

    “Já imagino a Bailarina na provinha. Vou tremer de alegria e vou conduzi-la durante todo o caminho, mas o nervosismo e a emoção vão tomar conta de mim certamente”, prospecta o emocionado Narbal, que tem 36 anos e já confirmou sua presença na trail run 21K. O carioca natural de Mesquita aproveita para revelar um acessório que utilizará durante a sua participação: “Já fiz uma prova do XTERRA. Foi em 2011 se não me engano e lembro que corri 9 km muito divertidos. Foi um cenário maravilhoso, com animais e muito verde pelos lados. Desta vez, porém, será mais marcante por causa da presença da Bailarina. Vou correr com uma bandeira de conscientização do autismo para que as pessoas sempre tenham conhecimento sobre o assunto”, finalizou.

     

    A bandeira de conscientização do autismo sempre acompanha Narbal por provas de corrida Brasil afora

    A menos de dois meses de completar cinco anos, Alícia ainda não fala, evita o contato visual e apresenta distúrbios motores apesar das constantes sessões de ABA, fonoaudiologia e outras terapias. Mas mesmo com o diagnóstico apontado desde 2016, Narbal garante que não mede esforços para ajudar a filha. “É uma bomba para os pais, pois infelizmente ainda existe muito a se descobrir sobre a síndrome e a vida se transforma em função da criança, que será dependente por toda a eternidade. Mas a gente nunca chorou por isso e nos adequamos para convivermos da melhor maneira, sempre lutando pelos direitos e fazendo tudo o que é possível para ter os tratamentos necessários. A Alícia terá uma vida com dignidade e respeito e será sempre a minha Bailarina, mesmo que não possa dançar”, afirma o ultramaratonista Narbal Fernandes.

    MENU