,
  • BUZIOS

    30 de novembro e 01 de dezembro

    Búzios

    Armação dos Búzios – RJ

    -22.752792, -41.884151 Inscreva-se Saiba Mais
  • COSTA VERDE

    9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde

    Mangaratiba - RJ

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • BRAZIL

    11 e 12 de Maio

    BRAZIL

    Ilhabela – SP

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • OURO PRETO

    01 e 02 de Junho

    OURO PRETO

    Ouro Preto – MG

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • PRAIA DO FORTE

    08 e 09 de Junho

    Praia do Forte

    Mata do São João – BA

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • AGULHAS NEGRAS

    13 e 14 de Julho

    Agulhas Negras

    Visconde de Mauá - Resende/RJ

    Resultados Trail Run Inscreva-se Saiba Mais
  • ITAIPAVA

    24 e 25 de agosto

    Itaipava

    Petrópolis– RJ

    Resultados Increva-se Saiba Mais
  • ESTRADA REAL

    28 e 29 de setembro

    Estrada Real

    Tiradentes – MG

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • ILHA GRANDE

    05 e 06 de Outubro

    Ilha Grande

    Angra dos Reis – RJ

    Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • INDAIATUBA

    02 e 03 de Novembro

    Indaiatuba

    Indaiatuba – SP

    Inscreva-se Resultados Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    XTERRA Itaipava teve soberania de Isabella Ribeiro na bike

    Mineira venceu as provas de duathlon e MTB Cup X6 com muita propriedade; Antônio Gonçalves acirrou disputa pelo título dos 21K de trail run com 2° vitória seguida

     

    A 6° edição do XTERRA Brazil Tour 2019 foi realizada nos últimos dias 24 e 25 de agosto, em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro. Chamado de XTERRA Itaipava, o evento contou com cerca de 1.500 atletas inscritos nas modalidades de duathlon, trail run (5K, 10K e 21K) e na inédita MTB Cup X6, que também teve a versão reduzida, X3. A nova prova de bike teve um formato diferenciado: foram seis horas seguidas de puro mountain bike na pista criada pelo campeão mundial Henrique Avancini, no Vale do Cuiabá.

     

    Os destaques foram Isabella Ribeiro, que triunfou no duathlon feminino e no MTB Cup X6. Uma dobradinha perfeita para a triatleta da Specialized Racing Brasil, que emplacou sua segunda vitória consecutiva no duathlon, já que havia vencido na etapa de Agulhas Negras, em 13 de julho. Bella chegou mais de dezoito minutos à frente da segunda colocada Paulinha Mesquita. Luiza Zanini, Márcia Helena Matos e Letícia da Rocha completaram o pódio das meninas. Na categoria masculina, Marcelo Sebastião chegou na primeira colocação, desbancando o heptacampeão nacional Felipe Moletta, o campeão de 2015 Diogo Malagon, Rafael Juriti e Hugo Amaral, que ficou em 5°.

     

     

    No X6, Bella finalizou as seis horas de uma dura competição com 15 voltas completas, enquanto Roberta Stopa fez 13, Márcia Helena Matos 12 e Suellen Couto encerrou o percurso de XCO com 11 voltas.

    Entre os homens, Daniel Carneiro Zoia, atleta do Corinthians Audax Bike Team, travou uma competição muito acirrada com Wolfgang Olsen. Ambos terminaram a prova com 20 voltas completas, mas Daniel foi o grande vencedor por ter finalizado mais rapidamente. O ciclista mineiro, debutante no XTERRA, elogiou sua própria bike e reconheceu a boa disputa com o vice-campeão. “Feliz com a performance, campeão geral rodando quase 100km de muito MTB! E que performance também da minha Full Suspension, geometria agressiva e confortável. Tive uma boa disputa com o Wolfgang, que andou muito e liderou a primeira metade da prova, mas fui feliz em recuperar e vencer”, declarou Daniel Carneiro Zoia.

     

     

    Na distância de 21km de trail run, a principal prova de corrida, Antônio Gonçalves chegou decidido a vencer e momentos antes da largada chegou a dizer que não perderia por nada. Promessa cumprida pelo mineiro de Piau, que agora divide a liderança do ranking 2019 com Raphael Valverde, ambos com 300 pontos. As últimas quatro edições do circuito XTERRA Brazil Tour prometem uma verdadeira guerra pelo título masculino de trail run. Valverde, que ficou com o segundo lugar em Itaipava, está atrás de seu primeiro caneco, enquanto Antônio é o atual bicampeão (2017 e 2018). Entre as corredoras, Ana Paula de Oliveira e Núbia de Oliveira chegaram em 1° e 2° lugares respectivamente. As duas também são líderes do ranking feminino e Ana Paula, agora com 314 pontos, 86 a mais que Núbia, deu um grande passo rumo ao seu primeiro título brasileiro.

     

    O XTERRA Itaipava foi apresentado pelo SESI e contou com apoio da Prefeitura de Petrópolis. Todos os resultados podem ser consultados em http://xterrabrasil.com.br/tour/resultados-xterra-itaipava-2019/.

    XTERRA Agulhas Negras teve retornos vitoriosos de Isabella Ribeiro e Antônio Gonçalves

    Ex-embaixadora do triathlon, Bella voltou a competir no XTERRA após mais de um ano e meio; atual bicampeão nacional na trail run 21K, Antônio venceu a 1° em 2019

     

    Mais de 1.500 atletas marcaram presença na 5° etapa do circuito XTERRA Brazil Tour 2019. Chamada de XTERRA Agulhas Negras devido ao famoso Pico das Agulhas Negras, em Visconde de Mauá, no Rio de Janeiro, o evento aconteceu pela primeira vez na aconchegante Serra da Mantiqueira, entre os dias 13 e 14 de julho. Os principais destaques foram a triatleta Isabella Ribeiro e o corredor Antônio Gonçalves, que retornaram à competição após um tempo afastados e brilharam com vitórias incontestáveis em suas modalidades.

     

    Duathlon

    Em Visconde de Mauá não tem mar, sendo assim, a principal prova foi a de duathlon. Na categoria masculina Felipe Moletta confirmou o favoritismo, chegando à frente de Marcello Sebastião por pouco mais de dois minutos e meio. Foi a terceira vitória seguida de Moletta no campeonato, que está cada vez mais próximo de confirmar mais um título de ranking anual, que seria seu nono. Frederico Zacharias, Diogo Malagon e Hugo Amaral completaram o pódio profissional do duathlon.

     

    Moletta voou baixo no trecho de bike do duathlon. Foto: César Delong

     

    “Lugar sensacional! Prova no formato de duathlon com um percurso bacana, que apesar de não ser muito técnico, foi duro. Próxima parada agora é no XTERRA Itaipava”, exclamou o motivado Moletta, que aproveitou para já garantir presença na etapa de número 6 do ano.

     

    Entre as mulheres, a mineira Isabella Ribeiro, vice-campeã do ranking em 2016 e 2017, voltou a competir no XTERRA após um ano e sete meses e conquistou o primeiro lugar que tanto se acostumou em temporadas passadas.

    Bella Ribeiro voltou com força total. Foto: César Delong

    “De volta às competições com um 1°lugar. Obrigada à Specialized por estar sempre ao meu lado”, disse a sorridente Bella, como é conhecida.

     

    Trail Run 21K

    Na corrida longa o atual bicampeão nacional, Antônio Gonçalves, voltou após três edições ausente. Na edição de abertura de 2019, o mineiro ficou com a segunda colocação geral, em Mangaratiba. Faltava, portanto, o primeiro triunfo da temporada. Triunfo este que veio após uma dura batalha com o macaense Joseilton Santos, que chegou 50 segundos depois. Com a consagração, Antônio voltou a somar pontos importantes na disputa do ranking e passa a ser um forte candidato ao tricampeonato. Completaram o pódio geral masculino da trail run 21K: André Luiz Mapa, Cristiano Andrade e Cássio Garcia.

     

    Já na categoria feminina, uma vencedora inédita: Ízis Machado, corredora da equipe carioca Chivunk, que costuma levar dezenas de atletas às etapas do XTERRA e sempre é bem representada. Ízis impôs um ritmo forte desde o início da prova e soube curtir cada momento único do percurso, sempre pousando para fotos com muita energia e felicidade. Ana Paula de Oliveira, Maria José da Silva, Isabela Marchiori e Carla Bissotto foram as atletas que também subiram ao pódio e ganharam seus troféus.

     

    Ízis curtiu todo o percurso de 21K e posou para todas as fotos com muita felicidade. Foto: Foco Radical

     

    MTB Cup Pro

    A etapa Agulhas Negras teve um diferencial na competição de mountain bike. Foi o maior percurso da história do evento, com 77km para os profissionais e 43,5km na versão reduzida, para atletas amadores. Bella Ribeiro, que já havia vencido o duathlon, também participou do MTB Cup Pro e ficou com a vice colocação, atrás somente de Sofia Subtil, atual bicampeã nacional da modalidade. Foi a segunda vitória de Sofia em três edições com a modalidade até o momento. Roberta Stopa ficou em terceiro e segue na luta pelo título. Márcia Helena Matos, que também havia participado e ficado em segundo no duathlon no dia anterior (13), ficou em 4° na bike. A paulista Suelen Couto fechou o pódio feminino.

     

    Glauber Cunha foi o mais rápido entre os homens, com um tempo muito bom de 03:11:13. Na sequência chegaram Rafael Juriti, que é triatleta, mas não pôde competir no duathlon devido a uma lesão e o veterano Edivando de Souza, embaixador XTERRA de mountain bike.

     

    O pódio feminino do MTB Cup Pro teve Sofia Subtil no topo

     

    O XTERRA Agulhas Negras foi apresentado pelo Sesi e contou com o apoio da Prefeitura de Resende, além da produção local da Maiss Entretenimento. Os três primeiros colocados (masculino e feminino) no duathlon e no MTB Cup Pro receberam também uma premiação em dinheiro (R$ 1.400,00, R$ 900,00 e R$ 500,00 respectivamente). Veja os resultados completos em http://xterrabrasil.com.br/tour/resultados-xterra-agulhas-negras-2019-trail-run/#.

    Isabella Ribeiro e Rodrigo Altafini estão de volta ao XTERRA

    A mineira Isabella Ribeiro, ex-embaixadora do triathlon XTERRA e vice-campeã em 2016 e 2017, está de volta! Dona de performances incríveis, como na vitória no XTERRA Rota Imperial, no Espírito Santo, em 2017, a atleta aproveitou para se inscrever logo em duas modalidades (duathlon e MTB Cup Pro) do XTERRA Agulhas Negras, que acontece no próximo fim de semana, em Visconde de Mauá, Rio de Janeiro.

     

    Após um ano e meio distante do maior evento de esportes off-road do mundo, Bella, como é conhecida, descreveu o momento: “Estou muito feliz e animada por poder voltar a participar do XTERRA. Espero que consiga ir em outras edições”, disse.

     

    Outra presença ilustre em Agulhas Negras também estará presente na prova de duathlon. O paulista Rodrigo Altafini, membro vitalício do Hall da Fama XTERRA, retorna após ter participado do XTERRA Paraty 2018, pela útlima vez. Altafini também já confirmou presença em outra fase: “Vou para Agulhas Negras e Indaiatuba com certeza em novembro. É perto de casa, não posso faltar”, afirmou o triatleta de 44 anos.

     

    O XTERRA Brazil deseja um bom retorno à dupla! ; )

    XTERRA Estrada Real 2017: dois dias de competições emocionantes

    Lotado, festival de esportes off-road voltou a ter Rosália Camargo e Isabella Ribeiro como campeãs e surpreendeu em modalidades masculinas

    As Night Runs iluminaram a bela cidade de Tiradentes com as milhares de lanternas dos competidores

    A principal etapa do XTERRA Brazil aconteceu neste fim de semana. O XTERRA Estrada Real, patrocinado pelo SESI FIEMG, na histórica cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, foi marcado pela chuva e voltou a bater recordes de inscrições, com cerca de 4.500 atletas distribuídos nas oito modalidades. A Endurance (50 km), com 250 competidores, foi uma das maiores da história do evento em território nacional e contou, inclusive, com a oração do combatente da montanha, que foi comandada pelo cabo Laurent, do 11° Batalhão de Infantaria de Montanha. A tradicional buzina de largada foi substituída por tiros (ao céu) de fuzil do militar e ajudou a animar ainda mais o público e os competidores.
    No primeiro dia de competições, as sempre favoritas Rosália Camargo e Isabella Ribeiro voltaram a dominar suas respectivas provas, Endurance e Duathlon. Com mais esta conquista, a 13° no XTERRA, Rosália garantiu o título do ranking anual, enquanto a mineira Isabella ainda segue travando um duelo emocionante, prova a prova, com a paulista Sabrina Gobbo, que terminou em segundo lugar em Tiradentes.

    Isabella Ribeiro deu um sorriso aliviado em sua linha de chegada

    Entre os homens o inesperado aconteceu. Campeão do ranking de 2016 sem vencer nenhuma etapa, Gleiciomar dos Santos conquistou sua primeira vitória no XTERRA Endurance, superando favoritos. Após um período de inatividade, o atleta voltou bem, mas não conseguirá repetir o feito da última temporada, pois Márcio Souza chegou na quarta colocação da prova e confirmou o título do ranking 2017. Tales Camargo – o único com chances matemáticas de superar Marcinho – desistiu da prova por contusão.

    Gleiciomar e toda a sua emoção verdadeira ao saber que foi o vencedor

    “Tive um problema na panturrilha e fiquei muito tempo sem poder correr oficialmente. Vim para Tiradentes querendo vencer, claro, mas não esperava. Ano passado fui o líder do ranking, mas havia chegado sempre em segundo lugar. Venci pela primeira vez agora e por isso chorei demais na chegada, a emoção foi grande, lembrei das minhas filhas e as dedico essa vitória, inclusive. Ano que vem quero voltar mais forte e reconquistar o topo do ranking, livre de lesões. O XTERRA está de parabéns por tudo! ” Exclamou Gleiciomar dos Santos.
    No Duathlon masculino, o vencedor também foi inédito no XTERRA Brazil. Sérgio Henrique Pereira desbancou os “cascas-grossas” Marcello Sebastião e Diogo Malagon e mostrou-se surpreso com o resultado. “O Marcello Sebastião estava bem à frente, mas ele cometeu um erro no circuito da bike e abriu uma brecha para os outros. Eu aproveitei melhor, apesar da dificuldade com a chuva, e ganhei. Não esperava vencer e, principalmente, não esperava o equívoco do Marcello”, declarou o atleta de 29 anos de idade. 
     
    MTB Cup Sport, Cup Pro e Enduro
    No segundo dia do XTERRA Estrada Real foi a vez dos mountain bikers mostrarem suas habilidades. No MTB Cup Sport (36,2 km) os vencedores foram Erick Eduardo de Resende e Camila de Oliveira, mas o destaque foi na prova Cup Pro (42,4 km), que mais uma vez, teve os irmãos Carlos Alberto Olimpio e Karen Olimpio dominando do início ao fim. Residentes em Tiradentes, campeões admitem que conhecer o terreno faz a diferença, mas também lembram de todo o empenho.
    “Conheço bem o percurso, a estrada, o tipo de solo e isso me dá uma vantagem, claro. Mas os treinamentos são diários e muito duros, então é o que me deixa mais competitivo a cada dia”, garantiu Carlos Alberto, enquanto sua irmã Karen, fez referência ao momento família. “Foi especial, a mãe na Short Trail Run por diversão, a outra irmã (Kelly) em terceiro no Duathlon, o pai venceu na faixa etária dele no MTB e essa dobradinha dos irmãos para encerrar. Foi um evento sensacional para todos nós”, disse.
    A modalidade mais veloz e mais demorada do XTERRA, a Enduro, reservou grandes performances dos atletas. Durante os dois dias do festival, os ciclistas desta prova tiveram que superar limites para conseguirem realizar os deslocamentos nos tempos limites e abusarem da técnica para pedalar em dois climas e solos diferentes. No sábado a chuva, a temperatura mais baixa, os ventos “cortantes” e o solo enlameado, no domingo o sol escaldante, as bikes mais pesadas com a lama grudada nos pneus e o desgaste ainda maior. A “fera” Leonardo Mattioli venceu sua segunda etapa seguida e se consagrou na cidade em que havia perdido em 2016. Entre as mulheres, Patrícia Loureiro superou Lucy Onodera e Suelen Couto.

    A prova de Enduro reuniu atletas de várias idades e cidades

    Todos os resultados podem ser conferidos no link https://goo.gl/SgFejL.
    A próxima edição do XTERRA Brazil Tour 2017 será o Camp Paraná, nos dias 14 e 15 de outubro. Em seguida, nos dias 28 e 29 do mesmo mês é a vez de mais uma bela etapa XTERRA Ilhabela, em São Paulo.

    MENU