39.0481, -77.4728
  • AGULHAS NEGRAS

    13 e 14 de Julho

    Agulhas Negras

    Visconde de Mauá - Resende/RJ

    Resultados Trail Run Inscreva-se Saiba Mais
  • ITAIPAVA

    24 e 25 de agosto

    Itaipava

    Petrópolis– RJ

    -22.903730, -43.609380 Inscreva-se Saiba Mais
  • ESTRADA REAL

    28 e 29 de setembro

    Estrada Real

    Tiradentes – MG

    -21.110108, -44.173202 Inscreva-se Saiba Mais
  • ILHA GRANDE

    05 e 06 de Outubro

    Ilha Grande

    Angra dos Reis – RJ

    -12.574687, -38.004731 Inscreva-se Saiba Mais
  • INDAIATUBA

    02 e 03 de Novembro

    Indaiatuba

    Indaiatuba – SP

    -23.112450, -47.216160 Inscreva-se Saiba Mais
  • BUZIOS

    30 de novembro e 01 de dezembro

    Búzios

    Armação dos Búzios – RJ

    -22.752792, -41.884151 Inscreva-se Saiba Mais
  • COSTA VERDE

    9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde

    Mangaratiba - RJ

    -22.949793, -44.074256 Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • BRAZIL

    11 e 12 de Maio

    BRAZIL

    Ilhabela – SP

    -23.112450, -47.216160 Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • OURO PRETO

    01 e 02 de Junho

    OURO PRETO

    Ouro Preto – MG

    -20.3948400, -43.5051700 Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • PRAIA DO FORTE

    08 e 09 de Junho

    Praia do Forte

    Mata do São João – BA

    -12.574687, -38.004731 Resultados Inscreva-se Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    Diretor do XTERRA no Brasil afirma: “Aquathlon foi o golaço do ano”

    Bernardo Fonseca explica que a modalidade foi criada após pesquisas e não descarta nova realização ainda em 2018

     

    Responsável por trazer o maior evento de esportes off-road do mundo ao Brasil, o carioca Bernardo Fonseca vive planejando novidades, melhorias e novos destinos para sediar o XTERRA, seu “filho mais velho”, como gosta de definir. Foi exatamente esta incessante busca pelo inovador que lhe fez coordenar uma pesquisa de satisfação e opinião, que resultou na criação da modalidade Aquathlon, inédita em solo brasileiro, porém já tradicional em países como França e Estados Unidos por exemplo. Com vagas esgotadas nas duas e únicas edições previstas, a prova caiu na graça do público e uma possível terceira realização já passa a ser considerada.

     

    “O Aquathlon é o golaço do ano. Percebemos através de enquetes que era uma prova acessível, mais fácil para as pessoas se inscreverem, pois muitos ainda não possuem mountain bike e nem conseguem outros companheiros para fazer um revezamento. Em 2018 chegamos a 100 etapas do XTERRA no Brasil e o Aquathlon caiu como uma luva para presentear a galera. Todo nadador consegue correr e alguns corredores conseguem nadar, então achamos um meio termo e conseguimos maximizar nossa estrutura e o número de pessoas que fazem as provas. Estamos cogitando um terceiro capítulo para este ano ainda, mas nada garantido. Quem sabe?”, supõe com bom humor Bernardo Fonseca, CEO da X3M Sports Business.

     

    Além da alta procura pelo Aquathlon, em que o próprio Bernardo competiu no XTERRA Costa Verde, no último mês de março, outro ponto a ser citado é a diversão proporcionada por seu produto. O empresário, que é também um multi atleta (pratica corrida, motocross, ciclismo, escalada, vôlei, natação, cross fit, etc), comemora o nível de divertimento oferecido e reforça que este é e sempre será o principal objetivo do XTERRA.

     

    “O XTERRA é uma experiência bem-sucedida de interação entre cidade e natureza. Todo mundo se diverte e essa é a nossa principal bandeira. O espírito do XTERRA é curtir além da performance, interagir com outras pessoas de vários locais do país e aproveitar o meio ambiente, a prática esportiva e a qualidade de vida. O resto é lucro!”, afirma Bernardo aproveitando para brincar sobre sua participação na Night Trail Run (8,5 km) em Ilhabela, no último dia 12 de maio. “Sofri um pouco porque estou com o joelho gigante, destruído mesmo. Andei bastante na prova porque não estou 100 %, mas estava em uma vibe boa com os amigos, então valeu demais”, disse.

     

     

    MSJ18XTB6209O CEO também participou da Night Trail Run em Ilhabela. Foto: Mário Sérgio de Jesus / Foco Radical

    XTERRA Brazil teve destaque “gringo” no Triathlon e domínio de atuais campeões na trail run e no MTB

    O neozelandês Kieran McPherson (foto) e a imbatível Sabrina Gobbo, com show de recuperação, venceram no Triathlon; Geisla dos Santos triunfou nos 22 km de trail run e Sidnei Fernandes, atual bicampeão do ranking de MTB, largou na frente rumo ao tri

     

    O último final de semana foi marcado pela realização da etapa mundial do XTERRA no Brasil. Ocorrendo em Ilhabela, no litoral de São Paulo, e contando com a apresentação do SESI e patrocínio da Prefeitura de Ilhabela, o evento reuniu na Praia do Perequê mais de 5.000 pessoas, que competiram ou prestigiaram as competições de Triathlon, Aquathlon, MTB Cup Sport, MTB Cup Pro, Night Runs (8,5 km e 22km) e Corrida Kids, em pleno Dia das Mães.

     

    Além das competições, o XTERRA teve novidades em seu Village, como a inauguração do XTERRA Bar, contendo produtos gastronômicos, proteicos e bebidas diversas. A XTERRA Store apresentou peças de vestuário da marca carioca Wollner, que lançou parceria com o festival na última semana e criará uma coleção exclusiva utilizando a marca XTERRA.

     

    Triathlon
    A prova de triathlon do XTERRA Brazil é sempre a mais importante do circuito, afinal, trata-se de uma etapa internacional, onde vários atletas do mundo vêm competir em solo brasileiro. Além disso, a competição distribui 50 vagas para triatletas amadores competirem no XTERRA World Championship, no Havaí, em outubro, representando o Brasil. A modalidade em 2018 foi reconhecida como a mais acirrada nos últimos 7 anos, com 10 atletas com reais condições de título entre os homens e sete entre as mulheres. As premiações foram entregues diretamente por Bernardo Fonseca, diretor do XTERRA no Brasil.

     

    Atual tetracampeã brasileira, a paulista Sabrina Gobbo, foi a sexta mulher a sair da água no primeiro trecho de natação, ficando quase três minutos atrás da líder Kelli Montgomery, dos Estados Unidos. Com uma grande recuperação na parte da mountain bike, onde precisou superar até mesmo um imprevisto técnico em sua bike, a atleta de 41 anos retomou a liderança e só precisou manter seu forte ritmo de campeã nos quilômetros finais de corrida. Apesar da conquista, que foi a quinta consecutiva em Ilhabela, Sabrina revelou ter achado que perderia.
    “Esse ano foi anormal porque tive uma brecada no triathlon, tive um problema em um dos pneus no começo do trecho de bike, então achei que não conseguiria consertar e nem alcançar as outras meninas. Achei mesmo que não fosse conseguir buscar, só que nessa prova é tudo uma aventura. Quando tudo parecer perdido, na verdade não está”, relatou Sabrina Gobbo.

     

    Sabrina Gobbo venceu o Triathlon no XTERRA Brazil 2018Sabrina Gobbo mostrou grande poder de recuperação para triunfar mais uma vez no XTERRA Brazil. Foto: Hércules Rakauskas

     

    Entre os homens, o troféu de ouro foi para a Oceania. O neozelandês Kieran McPherson, que havia ficado em segundo lugar em 2017, já tinha dito que estava voltando para conseguir mais do que no ano anterior. A promessa foi cumprida com uma performance monstruosa no trecho final, que lhe permitiu ultrapassar o até então líder Karsten Madsen, do Canadá, no último km. Hexacampeão brasileiro e campeão do XTERRA Brazil em 2017, o paranaense Felipe Moletta perdeu mais de 15 minutos consertando sua bicicleta, que teve um pneu rasgado logo aos 500 metros. Kieran festejou o triunfo merecido, lembrou a importância da família, parabenizou os outros atletas e revelou o desejo de brigar pelo circuito brasileiro.

     

    “Minha filha Paisley tem 4 meses de vida e minha esposa Morgan me apoia em tudo, então é por isso que consigo participar dessas corridas e essa vitória foi para elas. Fiquei feliz demais em voltar aqui e vencer. Fiz muito treino de bike, que é meu ponto fraco e deu resultado, pois foi minha volta de bike mais rápida dos últimos quatro XTERRA que disputei.  Dei muita importância à esta etapa e tinham ótimos triatletas competindo hoje (12/05). Tomara que eu veja mais brasileiros competindo nas edições internacionais e eu quero brigar pelo ranking brasileiro, pois amo competir neste país”, revelou McPherson, de 26 anos.

     

    Trail Runs
    Nas trail runs o destaque voltou a ser a fenomenal Geisla dos Santos, que emplacou sua nona vitória em Ilhabela, sua cidade natal, e a décima sexta no XTERRA. Na categoria masculina o otimismo do campeão Marcos Paixão chamou a atenção.Sou o melhor corredor de montanhas do Brasil, só que não me conhecem”, disse o vencedor.
    Geisla, dona da maior torcida durante a premiação, preferiu agradecer seus conterrâneos e reforçar que dará seu melhor no Havaí (o XTERRA World Championship de trail run será no início de dezembro). “Sempre é diferente vencer aqui porque conheço todo mundo. Ilhabela é minha casa e o povo aqui torce por mim, então é legal dar essa vitória a eles também. Farei o possível no Mundial, assim como fiz ano passado, mas agora espero melhorar meu tempo e minha colocação”, prospecta a ilhabelense, que terminou na 16° colocação na competição mundial em 2017.

     

    MTB Cup Pro e Sport
    O circuito de MTB Cup Pro (41 km) começou nesta etapa de Ilhabela e coincidentemente terminou com o pódio masculino exatamente igual à colocação final do ranking da temporada anterior. Sidnei Fernandes, Daniel Grossi e Edivando de Souza Cruz foram os primeiros colocados.

     

    Atual bicampeão do circuito brasileiro, Sidnei Fernandes, assumiu que começar ganhando já é um grande passo para mais uma glória no fim da temporada. “Começar vencendo é muito importante para concretizar o tricampeonato. Sei que não posso bobear porque têm grandes feras do MTB na minha cola, como o Grossi, o Edivando e o Bruno Martins, por exemplo. Não me vejo em um nível mais alto que eles, acho que estamos todos iguais e o que nos difere é a tática usada em cada etapa. No mais, dou os parabéns ao XTERRA pelo cenário maravilhoso que nos proporciona a cada corrida e pelos percursos sempre desafiadores e duríssimos. É isso que gostamos e eu me sinto muito honrado por ser campeão deste evento”, assumiu Sidnei.

     

    Sidnei Fernandes, o bicampeão do MTB, começou a temporada vencendo a primeira prova da modalidadeSidnei Fernandes começou a temporada do MTB brilhando novamente. Será que vem o tri? Foto: Hércules Rakauskas

     

    Entre as ciclistas, a veterana Roberta Stopa, aos 38 anos de idade, superou a campeã de 2017 Sofia Subtil. Já na modalidade MTB Cup Sport (22 km) Felipe Morais e Suelen Couto foram os vencedores.

     

    Aquathlon e Kids
    A grande novidade esportiva para 2018 foi a modalidade Aquathlon. Em sua segunda e, em teoria, última realização no ano, os destaques da prova foram para Ademir Paulino e Vanessa Alquezar. Ele dominou o percurso em todas as fases, do início ao fim, uma performance espetacular que culminou em um tempo de prova de 39min cravados. Já Vanessa, basicamente travou um duelo com Isabele Barbieri e desgarrou na corrida, garantindo seu belo troféu de ouro.

     

    Ademir Paulino dominou o Aquathlon do início ao fimAdemir Paulino teve uma performance exemplar no Aquatlhon. A liderança foi mantida até o último segundo da prova. Foto: Hércules Rakauskas

     

    A corrida Kids contou com um grito em coro da criançada presente antes da primeira largada oficial. Os dizeres foram breves, porém emocionantes: “Te amo mamãe” saiu da boca de mais de 280 crianças presentes na Praia do Perequê. Crianças de 1 a 13 anos correram pela areia fofa da praia e se divertiram ao lado de seus pais durante as duas horas de mini provas.

     

    A próxima etapa do XTERRA Brazil Tour será em Mata do São João, na Bahia, o XTERRA Camp Praia do Forte, nos dias 9 e 10 de junho. Todos os resultados do XTERRA Brazil 2018 podem ser conferidos no link https://goo.gl/T62gcC.

    Do Maranhão ao Rio de Janeiro por amor ao off-road

    Orfileno Bezerra encara mais de 3.000 km de viagem para participar da Short Trail Run e do Aquathlon do XTERRA Costa Verde

     

    No Nordeste do país, mais precisamente em São Luís, no Maranhão, vive o oficial da Força Aérea Brasileira, Orfileno Bezerra, o popular Leno. Respeitado na cidade natal, o militar é mais famoso por seus feitos extra quartel, que incluem medalha de ouro no Desafio Serra dos Matões, no Piauí, 3° lugar geral na Trail dos Ambrósios, no Paraná, 2° lugar em sua categoria no Desafio das Estrelas, em Brasília, 2° lugar na Series Ubatuba, em São Paulo, entre outros. Consegue perceber o que têm em comum, além de serem eventos de corrida? Sim, são todos bem distantes do Maranhão.

     

    O obstinado Leno sempre gostou de viajar e participar de provas esportivas independentemente se tinha companhia ou não. Para ele, o mais importante é saciar a vontade de seu corpo e sua mente, que estão sempre em harmonia e lhe rendem boas performances sempre. Tanto empenho é elogiado por sua esposa Cristiana, com quem está há 10 anos e tem dois filhos. A paixão é tanta que o fez criar um grupo de corredores de fins de semana, o Amigos da Corrida SLZ (@amigosdacorridaslz). “O Leno é empenhado, tem muita força de vontade, gosta muito do que faz e de motivar outras pessoas”, garante Cristiane.

     

    A história de Leno no esporte começou cedo, ainda aos 16 anos, quando iniciou os treinamentos na ginástica olímpica e logo migrou para a natação, até que recebeu um conselho de seu professor à época, o Chitão. Para o mestre, o esporte que renderia sucesso e prazer completo de seu aluno seria o atletismo. Sábia dica! Dali em diante o maranhense não parou mais de correr, principalmente longe de seu estado. Começou se aventurando em corridas de rua e até praticava triathlon, mas foi ao acaso que descobriu seu maior amor esportivo, o XTERRA.

     

    “Foi em 2012, eu tinha ido ao banheiro e peguei uma revista O2 para folhear. Foi ali que vi um anúncio do XTERRA Camp Juiz de Fora e me encantei com a foto. Então avisei à mulher que ia para Minas Gerais para correr em um evento novo, diferente dos que eu era acostumado. Fiz a inscrição para a Short Trail Run, fui sozinho e tive um desempenho péssimo, cheguei em 184° lugar no geral, mas adorei o clima do festival, é algo mais família, a entrega de kits não é feita em um prédio como outros eventos urbanos, aquela coisa mais fechada. Aí em 2013 eu corri no Endurance de Costa Verde, fiz amigos novos, foi uma das melhores provas da minha vida”, assume Leno, de 36 anos.

     

    Em 2013 Leno fez amizade com Rosália Camargo, maior campeã da história do XTERRA Endurance

     

    Sair de São Luís, viajar mais 3.000 km para desembarcar no Rio de Janeiro, depois ainda pegar ônibus para Mangaratiba (mais 110 km) pode parecer algo extremamente desgastante para qualquer um, porém Leno discorda em palavras e em atitude, já que se inscreveu para a inédita Aquathlon (1 km de natação e 5 km de corrida) e para a Short Trail Run (10 km), que serão disputadas nos dias 10 e 11 de março respectivamente.

     

    “Não tem isso de cansaço! Eu amo o XTERRA e praticar esportes podendo aproveitar a natureza, curtir aquelas paisagens sensacionais é algo totalmente diferente. Vou fazer duas provas em dias diferentes, claro, mas vou para fazer meu melhor, sem pretensão de vencer ou subir ao pódio porque já estou numa fase mais ‘light’, quero aproveitar ao máximo a viagem e o ambiente. A criação do Aquathlon foi perfeita para economizar um pouco já que transportar uma bicicleta não é barato e nem fácil, então ajudou na logística também”, declara Leno, que já correu em mais de 10 estados brasileiros.

     

    As inscrições para o XTERRA Costa Verde ainda podem ser feitas através do link https://goo.gl/CKtiZp.

    XTERRA realiza centésima etapa no Brasil em Mangaratiba, RJ

    Maior festival de esportes off-road do mundo atinge marca expressiva na abertura da temporada brasileira de 2018 e lança Aquathlon para comemorar

     

    O 14° ano do XTERRA no Brasil será inaugurado com um grande feito, a centésima edição do consagrado evento esportivo em território brasileiro. Nos próximos dias 10 e 11 de março, na bela região de Costa Verde, em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, o XTERRA Costa Verde reunirá cerca de 3.000 atletas competindo em modalidades como Short Trail Run (10 km), Half Trail Run (21,5 km), Swim Challenge (1,5 km e 3 km), Triathlon, Kids (para crianças de 1 a 13 anos) e a inédita Aquathlon, em comemoração à edição número 100 brasileira.

     

    As vagas do Aquathlon, que conta com 1 km de natação e 5 km de corrida, esgotaram-se em apenas duas semanas de inscrições abertas. A competição é habitual em países como França e Estados Unidos e chega como a única prova do estilo off-road no Brasil. Foi criada para atender a necessidade de atletas que desejam realizar mais de uma modalidade de uma só vez, mas não possuem uma bike apropriada.

     

    As competições de Triathlon e Swim Challenge serão em horários diurnos, diferente dos últimos dois anos. A alteração foi elaborada tendo como base o feed back de competidores frequentes, que inspiraram uma pesquisa direcionada por parte da organização do XTERRA. A distância da Short Trail Run foi aumentada para 10 km para estender ainda mais o tempo de emoção dos corredores.

     

    XTERRA Costa Verde Swim ChallengeO mar de Costa Verde voltará a receber os nadadores XTERRA em horário diurno. Foto: Bruno Meneghitti

     

    O local do evento é o famoso Portobello Resort & Safári, com a decoração em harmonia com a natureza, oferecendo total conforto e situado de frente para a baía da Ilha Grande. Cercado por montanhas e com uma área de 300.000 m² para seu safári, o hotel comporta dezenas de espécies de animais, como zebras, antílopes, capivaras, búfalos, primatas e diversas aves coloridas. O cenário é perfeito para sediar um XTERRA e por tudo isso, a edição de Costa Verde é tida como uma das favoritas do público.

     

    O XTERRA é apresentado pelo SESI e as inscrições para a etapa de Costa Verde podem ser feitas através do link https://goo.gl/CKtiZp.

     

    XTERRA Costa Verde MTBO percurso de MTB do Triathlon passa por cenários fantásticos. Foto: Thiago Lemos

     

    XTERRA Costa Verde – RJ
    Data: 10 e 11 de março – Temporada 2018
    Local: Portobello Resort & Safári – Mangaratiba, RJ
    Inscrições e mais informações: https://goo.gl/CKtiZp
    Cronograma: http://xterrabrasil.com.br/tour-2018/wp-content/uploads/2018/01/18_XTERRA_COSTA-VERDE_CRONOGRAMA_..pdf

    Com novidades, XTERRA Costa Verde abre temporada 2018

    Etapa terá prova de Aquathlon pela primeira vez na história do festival, além de Triathlon diurno e Short Trail Run de 10 km

     

    Mais uma temporada do XTERRA está prestes a começar no Brasil. Contendo 10 etapas espalhadas pelo território nacional, o Tour 2018 será inaugurado no verão carioca, na região de Costa Verde, em Mangaratiba, entre os dias 10 e 11 de março. Que esta é uma das edições favoritas dos atletas, todo mundo já sabe, e um dos motivos é a inovação a cada ano. Desta vez, o XTERRA Costa Verde contará com as competições de Triathlon e Swim Challenge em horários diurnos. Além disso, a distância da Short Trail Run foi aumentada para 10 km e outro ineditismo fica para a nova modalidade, o Aquathlon.

     

    Já presente em países como França e Estados Unidos por exemplo, o Aquathlon chega ao Brasil para atender a necessidade de competidores que desejavam realizar mais de uma modalidade de uma só vez. O Triathlon ou Duathlon, justamente pelo trecho com bike, impossibilita muitos corredores que ainda não possuem uma “magrela” apropriada ou ainda têm medo de quedas em alta velocidade.

     

    “Será a primeira vez que participarei do XTERRA, já fui em algumas edições para assistir meu marido e aproveitar a viagem, mas agora não tive desculpa para não me inscrever. Treino Triathlon há seis meses e meu nível na bike ainda não é o suficiente para encarar uma prova, por isso adorei a criação do Aquathlon e vou me divertir muito com certeza, não vou preocupada em ganhar ou subir em pódio, quero curtir o esporte”, explica a potiguar Aniuska Germano, de 34 anos e que, apesar de morar em Natal, já realizou sua inscrição para o XTERRA Brazil, em Ilhabela, no mês de maio.

     

    Em 2017 a Arena XTERRA, montada na área externa do Portobello Resort & Safári, ficou lotada de atletas e fãs de esportes off-road. Ao todo, foram mais de 2.500 pessoas inscritas nas mais variadas modalidades. Entre elas estava o paulista Marcelo Faro, triatleta e admirador do festival esportivo. “Desde que passei a levar o esporte a sério, não deixo mais de disputar a etapa em Costa Verde. Vou para minha terceira e ano passado estava incrível num modo geral, o lugar parece mais bonito a cada ano, o mar parece uma piscina e o circuito da corrida e da bike são dentro de um Resort Safári, o que falar né? Dessa vez a competição será de dia pelo que já vi e isso só aumentará o prazer e o cansaço, vou acelerar ao máximo. O XTERRA está começando 2018 em grande estilo, com pequenas mudanças para melhor”, enfatiza.

     

    Tida como a prova mais popular do XTERRA, a Short Trail Run, que antes tinha percurso de 6 a 8 km, agora passa a ter 10 km e será disputada no domingo, assim como a Half Trail Run (21,5 km). A mudança era algo programado e até solicitado pelos amantes de corrida, que em sua grande maioria, já se sentiam seguros para realizar alguns quilômetros a mais. Para os nadadores do Swim Challenge, o momento de mergulhar no delicioso mar de Mangaratiba também foi alterado, agora o protetor solar será indispensável, já que a largadas para as duas distâncias (1,5 km e 3 km) serão às 10h e 10h15 respectivamente, no sábado.

     

    Inscreva-se no XTERRA Costa Verde através do link https://goo.gl/CKtiZp.

     

    MENU