39.0481, -77.4728
  • 20 e 21 de outubro

    Camp Praia do Rosa

    Imbituba – SC

    -28.226547, -48.668486 Inscreva-se Saiba Mais
  • 10 e 11 de novembro

    Camp Ilha do Mel

    Ilha do Mel – PR

    -25.517005, -48.334969 Inscreva-se Saiba Mais
  • 01 e 02 de dezembro

    PARATY

    Paraty - RJ

    -23.212859, -44.711337 Inscreva-se Saiba Mais
  • 9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde 2019

    Mangaratiba - RJ

    -22.949793, -44.074256 Inscreva-se Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    Triatleta de elite, Carol Furriela elogia XTERRA Brazil Tour e promete voltar em 2017

    9f78eae2da950f4888b6f7d3f6acd36faf12e9b00eccc144e7pimgpsh_fullsize_distr
    Dona de uma extensa carreira internacional, Carol Furriela está entre as mulheres de maior destaque no triathlon nacional. Colecionadora de títulos por onde passa, a paulista aproveitou o ano de 2016 para desbravar o circuito do XTERRA Brazil. Acostumada a correr no asfalto, ela resolveu sair da rotina e experimentar as emoções do maior festival de esportes off road do planeta.
    Atleta da alta performance, Carol afirma que teve um ano especial dentro da sua modalidade. No entanto, confessa que o XTERRA Half Trail Run, na etapa de Ilhabela, também ganhou um lugar de destaque em sua lista.
    “Em 2016 tive uma das melhores experiências dentro do triathlon, em 10 anos que pratico esse esporte. Nunca havia feito uma prova de corrida off road. Os 21km do XTERRA Ilhabela são sensacionais, desafiadores e extremamente dolorosos. Em especial no outro dia (risos)”, declarou.
    Tendo competido no revezamento do XTERRA Triathlon, XTERRA Night Swim Challenge e XTERRA Half Trail Run, Furriela fez questão de analisar todos os detalhes do evento. O fato de estar pela primeira vez uma competição off road exigiu alguns cuidados. Satisfeita, ela garante que estará de volta para o XTERRA Brazil Tour 2017.
    “O circuito é bem técnico, com muita subida, descida, mata bem fechada. Acho que a principal dificuldade foi nessa parte da mata fechada, onde normalmente tem bastante pedra, limo e a claridade não ajuda tanto. É necessário estar 100% concentrado para não se machucar. Coisa que quem vem do asfalto, muitas vezes não encontra. É só fazer força e segurar o pace! Vale muito a pena o desafio e espero estar presente em 2017 novamente”, garantiu.

    Em encerramento da temporada 2016 do XTERRA Brazil, chuva e adrenalina marcam etapa Camp Juiz de Fora

    img_7291-copy

    Embaixo de muita chuva e com fortes emoções, o XTERRA Camp Juiz de Fora, realizado neste fim de semana, em Minas Gerais, fechou com chave de ouro a temporada 2016 do XTERRA Brazil. Ao todo, seis modalidades dividiram no sábado e domingo as atenções do público. A Arena, montada na Represa Dr. João Penido, foi palco de chegadas emocionantes e muitas histórias de luta. Entre elas, destaca-se a de Alexandre Manzan. Super reconhecido por uma trajetória esportiva vitoriosa, o atleta, de 42 anos, superou o campeão do ranking Felipe Moletta e conquistou a vitória no XTERRA Triathlon Elite Masculino com o tempo de uma hora. 32 minutos e 59 segundos.

    Com os percursos ainda mais dificultados pelas condições climáticas, o XTERRA Camp Juiz de Fora definiu mais dois campeões do ranking anual. Rildo Ribeiro, que chegou na quarta posição entre os homens, e Geisla dos Santos, vencedora entre as mulheres, abocanharam o título do ranking no XTERRA Half Trail Run. A premiação coroou o excelente ano de Rildo que sagrou-se campeão de forma inédita. Invicta em 2016, Geisla confirmou seu favoritismo, chegou a incríveis sete vitórias e repetiu o feito do ano passado, quando também esteve no lugar mais alto do pódio ao fim do circuito.
    Nas outras modalidades, ótimos nomes também alcançaram boas marcas: Alexandre Manzan e Maria Paula Mesquita venceram o XTERRA Triathlon Elite; Luiz Felipe Lebeis e Beatriz Puciarelli, faturaram o XTERRA Swim Challenge; Antônio José Gonçalves e Claudete Nunes ficaram à frente no XTERRA Short Trail Run; Carlos Olimpio e Danielle De Moraes chegaram nas primeiras posições do XTERRA MTB Cup Elite.
    Diretor técnico do XTERRA Camp Juiz de Fora, Lucas Leite comemorou o sucesso de mais um edição em terras mineiras. Segundo ele, nem mesmo a intensa chuva que caiu sobre Juiz de Fora durante todo o fim de semana foi suficiente para desanimar os inscritos. O instinto de aventura foi o suficiente para que todos transformassem as provas em momentos inesquecíveis.

    “Foi um evento sensacional, como pede o XTERRA Brazil. Aqui em Juiz de Fora não foi diferente. Tivemos muita chuva e adrenalina Até os percursos considerados mais fáceis tornaram-se complicados por conta das condições climáticas. O XTERRA Triathlon foi muito disputado e a galera adorou. Vários nomes de destaque do cenário nacional vieram mostrar seu talento e ficamos muitos orgulhosos. Fechamos o circuito com muita alegria e superação. O pessoal gosta muito de vir a Juiz de Fora para desfrutar do local e aproveitar esse grande clima de confraternização”, afirmou.
    XTERRA Brazil Camp Juiz de Fora
    Data: 12 e 13 de novembro de 2016
    Local: Represa Dr. João Penido – Juiz de Fora (MG)
    Resultados http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/resultados-xterra-camp-juiz-de-fora/
    Sobre o XTERRA:
    O XTERRA nasceu em 1996, no Hawaii, criado pelo então atleta Tom Kiely, como a primeira prova de triathlon off-road do mundo. A partir de então a prova se internacionalizou e hoje está presente em mais de 40 países na Ásia, América, Europa e África.
    No Brasil, o XTERRA começou em Ilhabela (SP), em 2005, apenas com a prova de triathlon off-road, com aproximadamente 300 atletas e então pouco conhecida entre os brasileiros, mas com muita energia para crescer.
    Uma das etapas do circuito XTERRA no Brasil é escolhida para ser classificatória para o XTERRA World Championship, que acontece na Ilha de Maui, no Havaí e reúne os melhores atletas do mundo. O XTERRA Brazil distribui 50 vagas para os mais bem colocados triatletas por faixa etária, masculino e feminino, para a grande final com a nata do triathlon off-road mundial. São reunidos 800 atletas de 32 países para disputar em um percurso extremamente desafiador no terreno vulcânico da ilha americana.

    Etapa de Juiz de Fora (MG) encerra temporada do XTERRA Brazil com inovações e seis modalidades

    12234966_924126937666328_1685684113311938761_n
    Destino mais do que conhecido entre os participantes do XTERRA Brazil, Minas Gerais abre novamente suas fronteiras para a última etapa do circuito em 2016. Tradicional polo esportivo da região Sudeste, a cidade de Juiz de Fora foi escolhida mais uma vez para receber atletas de seis modalidades no maior evento de esportes outdoor do mundo, entre os dias 12 e 13 de novembro. O belíssimo cenário, no entorno da represa Dr. João Penido, será mais um diferencial do XTERRA Brazil Camp Juiz de Fora.
    Além das já tradicionais provas do XTERRA Triathlon, XTERRA MTB, Swim Challenge e Kids Mini Corrida – corrida das crianças -, o evento contará com uma grande novidade. Os amantes do trail run poderão se testar no XTERRA Half Trail Run – corrida de 21km, disputada em belas trilhas na cidade de Juiz de Fora. A prova foi inserida ao programa por conta da grande adesão de corredores de distâncias mais longas, não só da região, como de todo o Brasil.
    Apesar de ser a grande novidade desta temporada, o XTERRA Half Trail Run terá suas atenções divididas com outras provas já tradicionais no XTERRA Brazil Tour 2016, casos do XTERRA Triathlon, XTERRA Short Trail Run (8,5K), XTERRA Swim Challenge 2K, XTERRA MTB Cup 21K e o XTERRA Kids Mini Corrida. Mais de dois mil participantes são aguardados para a última etapa do ano do XTERRA Brazil.
    Um dos responsáveis por levar outra vez o XTERRA Brazil para Juiz de Fora (MG), Lucas Leite da Vidativa, empresa organizadora do XTERRA Camp Juiz de Fora, enaltece a força do evento no interior de Minas Gerais. Com novidades nesta edição, ele acredita que o evento será um sucesso de público e crítica, como de praxe.
    “O XTERRA Camp Juiz de Fora é uma das provas mais antigas do circuito. Estamos indo para a oitava edição do evento. A galera curte muito e ficamos bastante felizes por também ajudar nessa proliferação do XTERRA pelo Brasil. A tribo XTERRA Brazil ganha muito com essa prova. Ela vem mudando constantemente – já foi muito técnica, muito pesada, mas hoje é uma prova tranquila para todos. Nossa principal novidade nessa temporada será a XTERRA Half Trail Run (21K). Jamais tivemos uma prova desse estilo aqui na cidade, então, a expectativa é enorme. Estamos perto de atingir o número máximo de inscritos”, afirmou.
    XTERRA Brazil Camp Juiz de Fora
    Data: 12 e 13 de novembro de 2016
    Local: Represa Dr. João Penido – Juiz de Fora (MG)
    Inscrições: http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/xterra-juiz-de-fora/
    Sobre o XTERRA:
    O XTERRA nasceu em 1996, no Hawaii, criado pelo então atleta Tom Kiely, como a primeira prova de triathlon off-road do mundo. A partir de então a prova se internacionalizou e hoje está presente em mais de 40 países na Ásia, América, Europa e África.
    No Brasil, o XTERRA começou em Ilhabela (SP), em 2005, apenas com a prova de triathlon off-road, com aproximadamente 300 atletas e então pouco conhecida entre os brasileiros, mas com muita energia para crescer.
    Uma das etapas do circuito XTERRA no Brasil é escolhida para ser classificatória para o XTERRA World Championship, que acontece na Ilha de Maui, no Havaí e reúne os melhores atletas do mundo. O XTERRA Brazil distribui 50 vagas para os mais bem colocados triatletas por faixa etária, masculino e feminino, para a grande final com a nata do triathlon off-road mundial. São reunidos 800 atletas de 32 países para disputar em um percurso extremamente desafiador no terreno vulcânico da ilha americana.

    Mais de 6 mil pessoas prestigiaram a 1ª edição do XTERRA Brazil no Paraná

    4
    Foram 1.000 atletas e mais de 5.000 espectadores durante os dois dias da etapa Paraná do XTERRA Brazil, que aconteceu no último final de semana (15 e 16 de outubro) na cidade de Ponta Grossa, no Paraná. Além de ter proporcionado um final de semana de muito esporte, aventura e contato com a natureza, o evento promoveu o turismo local, uma vez que 70% dos participantes eram de fora da cidade.
    O evento reuniu nesta edição oito modalidades. Na principal delas, o XTERRA Triathlon, o vencedor foi o paranaense Felipe Moletta, pentacampeão do XTerra Brasil. Em segundo lugar, ficou o também paranaense Henrique Lugarini, seguido de Eduardo Marcolino, em terceiro lugar. Já na XTERRA Marathon, o pódio foi composto pelo paranaense Valdecir Tavares, em primeiro lugar, José Rodrigues, de Indaiatuba (SP), e Geison Ignácio, também do Paraná.
    5
    A etapa serviu também para coroar os campeões anuais de algumas modalidades, casos de Felipe Moletta e Sabrina Gobbo, no XTERRA Triathlon Elite, além de Artur Pedroza, no XTERRA Swim Challenge. Todos os vencedores desta edição, foram contemplados com um tênis da 361º apoiador do evento.
    O XTERRA Brazil edição Ponta Grossa foi uma realização Clube de Aventura, com apoio da Secretaria de Turismo de Ponta Grossa, 361º, SESI, Shopping Palladium Ponta Grossa, Território, Maçã Turma da Mônica, Oakley, Speedo, Exceed e Bike Fit Londrina.
    Sobre o XTERRA:
    O XTERRA é um festival esportivo que possui provas de Triathlon off-road, Night Run, Trail Run, MTB CUP, Swim Challenge, Sup e Kids Mini Corrida, e dá oportunidade a todos os tipos de atletas participarem dessa celebração do bem estar e da qualidade de vida. A cada ano o circuito escolhe novos destinos para apresentar aos guerreiros e proporcionar uma experiência completa de esporte, família e turismo.
    Uma das etapas do circuito XTERRA no Brasil é escolhida para ser classificatória para o XTERRA World Championship, que acontece na ilha de Maui, no Hawaii e reúne os melhores atletas do mundo. O XTERRA Brazil distribui 50 vagas para os mais bem colocados triatletas por faixa etária, masculino e feminino, para a grande final com a nata do triathlon off-road mundial. São reunidos 800 atletas de 32 países para disputar em um percurso extremamente desafiador no terreno vulcânico da ilha americana
     Mais informações: www.xterrabrasil.com.br e www.clubedeaventura.com.br

    Em fim de semana cercado de emoção, XTERRA Estrada Real é sucesso de público e agita cidade histórica de Tiradentes (MG)

    largada-xterra-endurance
    Uma das edições mais esperadas da temporada do circuito XTERRA Brazil Tour 2016, a etapa de Estrada Real, realizada neste fim de semana (24 e 25 de setembro), mostrou na prática o motivo de tamanha procura. Ao todo, mais de cinco mil participantes se dividiram em oito modalidades. A cidade histórica de Tiradentes, em Minas Gerais, sede de competição, viveu dias de muita adrenalina e animação. Com presença maciça do público, os inscritos deram exemplos de esportividade e superação. As atividades foram iniciadas na sexta-feira (23), com os simpósios das modalidades, e se estenderam até a tarde de domingo (25).
    Primeira prova no cronograma da competição, o XTERRA Endurance já dava, no sábado, mostras do que seria o evento. Cerca de 250 corredores largaram pela manhã para o árduo trajeto de 50km. Sob sol forte e muitos gritos da torcida, os atletas provaram, mais uma vez, serem verdadeiros guerreiros.  Os primeiros a cruzar a linha de chegada foram: Jovadir Júnior, entre os homens, e Rosália de Camargo, entre as mulheres. As vitórias, no entanto, não foram suficientes para que eles ficassem com o troféu de campeão do ranking anual. Gleiciomar dos Santos e Vera Saporito foram os grandes campeões do ano na modalidade.
    Segunda prova do XTERRA Estrada Real, o XTERRA Duathlon reservou grandes emoções ao público que lotava o XTERRA Village. O equilíbrio marcou a disputa desde os primeiros momentos. Muito bem preparados, os participantes iam revezando-se nas primeiras colocações da prova. No último trecho da disputa, Marcelo Sebastião tinha uma boa distância sobre os adversários. Usando sua experiência, o mineiro, de 37 anos, conseguiu manter sua vantagem e conquistar o troféu da etapa. Entre as mulheres, uma reviravolta marcou a última passagem. Impulsionada pelo apoio da família, Laura Mira forçou muito, deixou o cansaço, Sabrina Gobbo e Isabella Ribeiro, para trás e conquistou uma emocionante vitória.
    À tarde, o show foi das crianças. Animadas com as presenças dos familiares, elas não fizeram feio e prenderam a atenção do público que vibrou muito com cada passada do XTERRA Kids Mini Corrida. Fechando a noite de sábado, as corridas noturnas foram o ponto alto do evento, como um todo. Centenas de participantes se aglomeram para as largadas do XTERRA Half Night Run (21,7k) e do XTERRA Short Night Run (9,7k).  Além das belíssimas imagens proporcionadas pelas lanternas, o que se viu foram disputas bastante acirradas. Destaques para Rinaldo Daniel da Silva e Myrna Silva, campeões do XTERRA Short Night Run, e João Francisco da Silva e Débora Cristiane dos Santos, vencedores do XTERRA Half Night Run.
    Último dia do evento, o domingo reservou suas emoções e atenções para os atletas do Mountain Bike. Primeiro, os inscritos no XTERRA MTB Cup, Pro e Sport, 42,4k e 34,3k, respectivamente, largaram do Centro Histórico de Tiradentes (MG) para desbravar o percurso de Estrada Real. Adrenalina de sobra, muitas subidas e descidas marcaram a prova. Ao fim, Lukas Kaufmann e Rodrigo Tito, venceram entre os homens, e Erika Gramiscelli e Juliana da Silva, entre as mulheres. Encerrando o emocionante fim de semana de competições, o XTERRA MTB Enduro, que teve atividades no sábado e domingo, coroou Diego Knob e Patricia Loureiro como grandes vencedores.
    XTERRA Estrada Real – Tiradentes (MG)
    24 e 25 de setembro de 2016
    Resultados:http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/resultados-estrada-real/

    Tempo bom e animação de sobra: Volta do XTERRA Brazil a Ilhabela (SP) tem provas disputadas e muita superação entre os participantes

    IMG-20160828-WA0057
    Pela segunda vez neste ano, a cidade de Ilhabela, situada no litoral norte de São Paulo, virou capital brasileira dos esportes outdoor. Tudo porque entre sábado e domingo (27 e 28), o município abrigou as emoções do XTERRA Brazil Ilhabela II. A tradicional parceria rendeu mais um fim de semana bem-sucedido. O sol a pino aliado com uma contagiante animação dos participantes ditaram o ritmo das seis modalidades programadas para o evento. Destaque para o XTERRA Enduro, que teve muita adrenalina e descidas radicais em sua segunda aparição no festival.
    Um dos carros-chefes do evento, o XTERRA Triathlon voltou a agitar a rotina dos moradores da Ilha. Desta vez, a população ilhabelense teve a oportunidade de assistir de perto uma versão reduzida e para lá de empolgante da modalidade. O Short XTERRA teve muita superação e velhos conhecidos no lugar mais alto do pódio. Líderes disparados do ranking do XTERRA Triathlon, Felipe Moletta e Sabrina Gobbo não deram chances aos oponentes e conquistaram mais uma importante vitória rumo ao título anual. Classificados para a etapa mundial do XTERRA, eles também estão em preparação para a prova que vai acontecer em outubro, no Havaí.
    Importantíssimas na programação do XTERRA Brazil, as corridas de trail run, novamente, conseguiram suprir as expectativas da organização e do público. Lutando passo a passo por lugares destacados na colocação final, centenas de corredores deram início às agradáveis, mas não menos difíceis, provas do XTERRA Half Trail Run (21,3km) e XTERRA Short Trail Run (8,3km). O ensolarado dia de sábado combinado a um receptivo caminho por dentro da mata, deixaram sensações memoráveis aos inscritos. Ao fim do trajeto, vitórias para Adailton dos Santos e Geisla dos Santos, no percurso de 21,3km e Welerson Pires e Elaine Andrade no de 8,3km.
    IMG-20160828-WA0052

    (Público marcou presença no XTERRA Village, em Ilhabela (SP))

    Encerrando a noite de sábado, o XTERRA Night Swim Challenge foi um espetáculo à parte e mostrou o motivo de ter sido uma das provas mais concorridas desta edição. Em clima de muita alegria, os nadadores se jogaram ao mar com a certeza de uma prova diferente. Os light sticks acoplados nas tocas dos nadadores formaram um lindo efeito e permitiram aos espectadores imagens belíssimas. Ao fim dos aproximadamente dois quilômetros de prova, nenhuma surpresa. Artur Pedroza, entre os homens, e Beatriz Puciarelli, entre as mulheres, fizeram bonito mais uma vez. Com ótimos tempos, eles conseguiram vencer a concorrida competição e dar mais uma “braçada” em direção ao título anual de suas respectivas categorias.
    Cercado de grande expectativa por parte dos competidores, o XTERRA Enduro nem de longe decepcionou a legião endureira que pegou a estrada com o intuito de conseguir um fim de semana eletrizante. As ótimas condições climáticas favoreceram uma acirrada disputa e descidas alucinantes. Praxe em competições do XTERRA Brazil, a Kids Mini Corrida voltou a Ilhabela no sábado. Acompanhados por pais entusiasmados e ávidos por verem o desabrochar de seus filhos no esporte, os jovens, de 1 a 13 anos, deram um verdadeiro show para o público que esteve presente ao XTERRA Village.
    Confira todos os resultados em http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/resultados-ilhabela/

    Com novas atrações, XTERRA Brazil volta a Ilhabela (SP) pela segunda vez no ano, em agosto

    2016_X-Terra_Paraty_Enduro_MTB  (65)
    A dobradinha XTERRA Brazil e Ilhabela ganhará mais um capítulo em agosto. Após abrir suas portas para a etapa mundial do XTERRA, no mês de maio, a cidade, situada no litoral norte de São Paulo, realiza, entre os dias 27 e 28 de agosto, a segunda edição do evento em terras paulistas nesta temporada. Para não perder o hábito, o XTERRA Ilhabela chega recheado de novidades. O XTERRA Enduro e o XTERRA Night Swim Challange 2k encabeçam a lista de novas atrações. Além disso, o Short XTERRA Triathlon, XTERRA Half Trail Run, XTERRA Short Trail Run e o XTERRA Kids Mini Corrida fecham o cronograma de competições.
    Primeira sede do maior festival de eventos off road do planeta, no ano de 2005, Ilhabela (SP) sempre foi referência no que há de melhor em relação aos esportes ligados à natureza em território nacional. Além do belíssimo visual proporcionado por sua vasta vegetação e lindas praias, o município possui uma íntima ligação com os atletas que visam suplantação de limites, adrenalina e muito ar puro.
    Designado para ser o coordenador técnico do XTERRA Enduro, Thiago Velardi promete muitas novidades para os amantes da modalidade, que teve sua primeira aparição no XTERRA Brazil, na edição de Paraty, no mês de junho. Apostando na credibilidade do evento, ele enxerga a competição tornando-se referência no país em um curto espaço de tempo.
    “Os endureiros podem esperar boas trilhas, visuais alucinantes e muita diversão dentro da competição. Estamos planejando e trabalhando diversos detalhes, sempre visando a satisfação dos atletas. Acredito que o XTERRA Brazil já é referência esportiva em várias áreas e será, num futuro próximo, o principal evento da modalidade. Acredito nisso por conta do profissionalismo, infraestrutura e diversas qualidades que a competição proporciona. O XTERRA Brazil tem sua própria personalidade. Garanto que no XTERRA Enduro não será diferente”, afirmou o Feio, como é conhecido no meio esportivo.
    Com a finalidade de ajustar os últimos detalhes e transformar a etapa de Ilhabela (SP) mais uma vez inesquecível, a equipe de produtores do XTERRA Brazil esteve na cidade paulista na última semana finalizando os percursos. Um dos grandes destaques do triathlon off-road brasileiro, Isabella Ribeiro,também participou da visita à convite da Specialized Brasil, uma das apoiadoras oficiais do festival. Os interessados em participar do XTERRA Ilhabela devem correr para inscrever-se. Nesta quarta (27), o 2º lote, com preços reduzidos, tem seu encerramento programado. Selecione a sua modalidade, tipo de kit e efetue seu registro pelo site: www.xterrabrasil.com.br.

    Modalidades inéditas empolgam atletas e XTERRA Brazil é sucesso, em Mangaratiba (RJ)

    Atletas largam durante a manhã do sábadoMaior evento de esportes off road do planeta, o XTERRA Brazil aportou em Mangaratiba para sua quinta edição em 2016. Com mais de 2500 inscritos nas sete modalidades programadas, o XTERRA Costa Verde, que teve início na sexta-feira (8), com a entrega de kits e os simpósios técnicos, no Portobello Resort & Safari, reuniu pessoas dos mais variados estilos e faixas etárias para uma jornada cercada de aventura e emoção. O ambiente familiar e a maciça presença do público nas arquibancadas também deram um tom mais que especial para a importante etapa no calendário anual. Os principais destaques desta edição ficaram por conta do XTERRA Night Short Triathlon, inédito em edições do festival, e o XTERRA Night SUP, primeira competição noturna de Stand Up Paddle do mundo. As inovadoras ideias agradaram em cheio aos participantes, que se mostraram muito animados com as novas provas.
    O fim de semana de aventura começou cedo para os atletas do XTERRA Endurance 50k. Testando os seus limites e desbravando as belas vegetações de Mangaratiba (RJ), os corredores deram um show de disposição e aguentaram firme as dificuldades impostas pelo percurso. Ao fim da prova, não se teve nenhuma grande surpresa, já que duas figuras carimbadas no evento conquistaram o troféu. No masculino, o experiente Iazaldir Feitoza precisou de menos de quatro horas para completar os 50km do XTERRA Endurance. Outro nome de respeito em competições do circuito, Rosália Camargo não decepcionou e faturou o título na categoria feminina. Bom ressaltar que, apesar de possuir bastante cancha em disputas deste tipo, Rosália teve uma filha há menos de um ano e fez sua primeira aparição no XTERRA Brazil nesta temporada.
    Além da competição de longa duração, a manhã de sábado contou com mais duas provas, uma de média e outra de curta distância. O XTERRA Half Trail Run, que consiste em um percurso de 21km com subidas e passagens por trilhas, teve como vencedores Welerson do Nascimento, entre os homens, e Geisla dos Santos, entre as mulheres. As atividades matutinas foram encerradas com chave de ouro pelo XTERRA Short Trail Run, percurso de 9km. Rildo Ribeiro e Solange Mariano ultrapassaram seus limites, não tomaram conhecimento dos adversários e chegaram ao lugar mais alto do pódio.

    Público lota as dependências do XTERRA Village (1)(Público compareceu em grande número ao XTERRA Village)

    Única modalidade realizada no período da tarde, o XTERRA Swim Challange levou centenas de nadadores para o mar. Após 2km de percurso sob um visual paradisíaco, dois atletas confirmaram seu favoritismo e faturaram o título da prova. Beatriz Puciarelli, no feminino, e Artur Pedroza, no masculino, repetiram o resultado do XTERRA Paraty, disputado no mês passado, e chegaram à frente dos outros nadadores. O Night Short XTERRA Triathlon, versão noturna e reduzida do XTERRA Triathlon, e o  Night Short XTERRA Triathlon,, encerraram com brilhantismo o dia de competições na Costa Verde. Líderes do ranking em 2016, Felipe Moletta – fez disputa acirrada com Diogo Malagon. Entrou junto com o adversário na corrida, mas disparou após o concorrente torcer o tornozelo – e Sabrina Gobbo não deram chances para ninguém e cruzaram a faixa na primeira colocação. No XTERRA Night SUP, destaques para Gui dos Reis e Lena Ribeiro, vencedores entre os profissionais.
    No domingo (10), a festa foi, única e exclusivamente, das crianças. O ensolarado dia no Portobello Resort & Safari deu um gostinho ainda mais especial para a lúdica competição, que agrupou jovens de 1 a 13 anos. O entusiasmo dos pais também ajudou para que o evento fosse um sucesso e as crianças se divertissem durante os trajetos personalizados. Felizes com suas participações na corrida Mini Kids e com as brincadeiras desenvolvidas pela organização, elas se reuniram ao fim do XTERRA Brazil para tirar uma bonita foto e provar que o maior festival de esportes outdoor do planeta tem lugar para todas as idades. Para conferir todos os resultados da edição 2016 do XTERRA Costa Verde, basta acessar o link : http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/resultados-costa-verde/

    André Silvério supera adversidades e leva público à loucura após completar prova do XTERRA Paraty

    Reconhecido por trazer para dentro de suas etapas participantes em busca de superação, o XTERRA Brazil teve mais um exemplo emblemático durante a edição de Paraty, realizado entre os dias 5 e 6 de junho. Entre os mais de 2500 inscritos, uma pessoa, em especial, chamou a atenção de todos os envolvidos no maior evento de esportes outdoor do planeta. Portador de uma má formação congênita, André Augusto Silvério não possui as duas pernas e uma parte do braço direito. Fato esse que não interfere em nada no entusiasmo e em sua vontade de vencer cada um dos obstáculos colocados pelo caminho. Com o tempo de 45 minutos e 19 segundos, o nadador nas horas vagas, que é analista jurídico por profissão, chegou na 119ª colocação geral no XTERRA Swim Challange 2k – Masculino.

    Sob inúmeros aplausos após completar todo o percurso desenhado pela organização, André não escondeu sua satisfação com a excelente performance alcançada. Para ele, o bom tempo conquistado é fruto do árduo trabalho de preparação a que foi submetido ao longo dos dois meses que antecederam a competição. Aos 34 anos, ele enxerga na natação uma paixão, além de uma maneira de fugir da sua rotina diária.
    2016_xterra_Paraty_Swin Challenge_Sabado (41)
    “Não é nem um pouco fácil completar esse tipo de prova, tive que me esforçar muito para conseguir completá-la. Durante dois meses fiz treinamentos específicos na piscina, três vezes por semana, nadando uma distância maior do que a exigida na competição. Fiquei muito satisfeito com o resultado e provei que sou capaz de superar qualquer obstáculo. A natação é uma das minhas grandes paixões e está presente na minha vida desde a infância. Quando era criança, até cheguei a praticar outros esportes, mas foi na água que me encontrei e, além disso, sinto prazer de estar competindo até hoje. Me faz muito bem e serve para me deixar mais disposto e tranquilo no dia a dia”, comemorou.
    Natural de Juiz de Fora, em Minhas Gerais, André, atualmente, reside em Barra Mansa, município situado ao sul do Estado do Rio de Janeiro. Habituado com as provas do XTERRA Brazil, o nadador comentou sobre o processo de trocas as piscinas pelas competições em mar aberto. Estimulado com a evolução obtida, o mineiro não pretende parar por aí e já projeta um retorno breve às provas do evento.

    “Sempre competi na piscina, inclusive esse sempre foi meu foco principal. Mas, com o tempo, optei por fazer competições em mar aberto. Particularmente, prefiro este tipo de percurso pelo visual e por julgar ser uma prova mais gostosa de ser disputada. Já conheço o XTERRA Brazil há muito tempo e, antes dessa, já havia participado de duas edições. Fico muito contente por poder estar em um evento tão grande e, com certeza, pretendo vir competir mais vezes nos próximos meses. Quero seguir evoluindo, conquistando bons resultados e provando que qualquer um pode chegar aos seus objetivos desde que tenha vontade de ultrapassar seus limites”, concluiu.

    ENDURO no XTERRA Brazil Tour 2016

    Viajar no final de semana para um lugar incrível, curtir com os amigos, descobrir novas paisagens. Tudo com muita emoção e esporte. A descrição poderia ser do XTERRA, mas se encaixa perfeitamente na galera do Enduro.
    A modalidade que une lifestyle, emoção e muita bike estreia no circuito em 2016 e mostra que veio para ficar. Roupa larga, alguns tombos e emoção de sobra, o esporte que para muitos é o futuro do MTB, terá etapas em Paraty (4 e 5 de junho), Ilhabela (27 e 28 de agosto) e Estrada Real, em Tiradentes (24 e 25 de setembro).
    Para viabilizar e trazer todo certificado técnico para a prova e entregar uma modalidade 100% Enduro, o XTERRA trouxe Felipe Pimpão para supervisionar percurso e regras a serem seguidas.
    Dentre as regras tradicionais e que fazem parte do universo Enduro estão as 3 especiais com tempo cronometrado de descida em alta velocidade.
    “Enduro é uma modalidade do mtb que comecei ano passado e é bem recente no Brasil, estou adorando, pois as provas são bem divertidas e exige do ´biker´ técnica e um bom preparo físico. Fazer uma prova desta no cenário de Paraty e com a organização do XTERRA vai ser show”, conta Isabella Ribeiro, atleta da modalidade e Embaixadora XTERRA.
     
    enduro_xterra2
    Entre os atletas participantes, além da Isabella Ribeiro que também compete no triathlon XTERRA, outra presença confirmada é Guilherme Renke, forte divulgador da modalidade no Brasil, também embaixador Shimano do Enduro no Brasil, e que recentemente conquistou o 5º lugar categoria Master no mundial de Enduro, realizado na cidade de Bariloche, Argentina.
    No XTERRA é assim, sempre cabe mais uma aventura! Vem pro nosso mundo:
    XTERRA Paraty – 4 e 5 de junho – http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/xterra-paraty/enduro/
    XTERRA Ilhabela – 27 e 28 de agosto – http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/xterra-ilhabela/enduro/
    XTERRA Estrada Real/Tiradentes – 24 e 25 de setembro – http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2016/xterra-estrada-real/enduro/

    Proudly powered by WordPress | Theme: xterra by Underscores.me.
    MENU