O XTERRA não sai da cabeça

Inscrita em 90% das etapas do circuito XTERRA 2018, Darini Silveira estampa a logomarca do festival em um penteado estiloso

36086406_1808234932629856_3541072940663570432_nDarini Silveira durante o XTERRA Camp Ouro Preto

O mundo do esporte off-road leva pessoas a fazerem o inacreditável e com a trail runner, Darini Silveira, de 32 anos, não tem sido diferente. A corredora de Caraguatatuba (SP) se apaixonou pelo XTERRA logo na primeira prova em que competiu, o XTERRA Brazil, disputado no último mês de maio, em Ilhabela. Daí em diante, foi só amor e inscrições realizadas. A paulista já garantiu presença em todas as etapas até dezembro. Com isso, ela encerrará o ano com 90% de participação, perdendo apenas o XTERRA Costa Verde, que foi realizado em março.

“A primeira etapa que fiz foi a do mundial em Ilhabela esse ano e, de cara, me apaixonei pelo circuito. Coloquei na cabeça que ia fazer todas as provas e me inscrevi! Fui para Praia do Forte, Ouro Preto, Lagoa dos Ingleses e vou nas próximas”, garantiu Darini.

Mas viajar para vários estados e competir em percursos desafiadores foi pouco para essa guerreira que tem o DNA do mundo off-road. Logo na primeira edição da qual fez parte, Darini resolveu fazer um corte de cabelo bem ousado: um sidecut (lateral do cabelo raspada) com o “X” do XTERRA. O visual ousado ficou impecável.

DariniO estilo irado de Darini, fã número 1 do XTERRA

“Eu tenho um estilo meio diferente, né? Desde a etapa em Ilhabela eu queria cortar o cabelo assim. Agora, a meta é manter o corte até o final do circuito”. Darini ainda deixou um recado para todos aqueles que a julgaram corajosa demais: “Quando a gente ama alguma coisa, nada é sacrifício”.