Respondendo ao Fracasso / por Josiah Middaugh, campeão Panamericano do XTERRA

“O fracasso não é o oposto do sucesso, porém é um componente vital”

 
 
 

Josiah Middaugh é o atual campeão Panamericano do XTERRA

Como você responde quando não atinge o seu objetivo? Falhar pode ser um motivador incrível, um choque de realidade, uma sacudida. Correr indica o seu nível de aptidão, nitidez, foco e determinação nesse dia. Deve ser um reflexo da sua formação e preparação, mas existem vários fatores a serem levados em conta. Concentre-se no que você pode controlar. Toda corrida deve ser uma experiência de aprendizagem, e eu aprendo mais com as corridas que não ganho.
“A maneira de aproveitar melhor a vida é encerrar um objetivo e começar logo um próximo. Não demore muito na mesa do sucesso, a única maneira de desfrutar outra refeição é ficar com fome”. – Jim Rohn.
Tenha a coragem de falhar 
Tenho um exemplo próprio que gosto de mostrar às crianças do ensino médio e do ensino fundamental, porque passa uma mensagem. Dependendo de como se olha para isso, você pode até considerar minha carreira atlética como uma série de falhas com algum sucesso intermitente. Nosso time de basquete perdeu todos os jogos na 8° série. No décimo ano, fui desclassificado na corrida de 2 milhas em regiões e tive que sair da pista. No meu primeiro XTERRA em Keystone eu tive um ataque de pânico na água e mal consegui terminar a prova de nado.
Acredite, a mesma equipe de basquete, com as mesmas crianças, ganhou 20 dos 22 jogos no último ano do ensino médio. Na mesma prova em regiões, dois anos depois eu venci as 1.600 e as 3.200 milhas e o salto com vara. No meu segundo XTERRA Keystone, eu já havia melhorado meu tempo em 45 minutos. No mesmo percurso, dois anos depois, tive a minha primeira vitória profissional. Eu participei 14 vezes consecutivas do XTERRA World Championship e ganhei o campeonato na minha 15ª tentativa.
Quando as expectativas excedem a realidade 
O sucesso ocorre quando a realidade atende ou excede as expectativas. Não há nada de errado em ter expectativas elevadas, mas elas precisam ser fundamentadas na realidade. Se você se sente decepcionado após cada corrida, então talvez seja necessário reavaliar suas expectativas. Mesmo em uma competição com desempenho decepcionante, pode haver pequenas vitórias. Muitas vezes somos o nosso pior crítico, mas muito dessa auto fala negativa pode levar a uma profecia auto satisfatória. Será mais construtivo e muito mais divertido ser honesto consigo mesmo.

O triatleta Josiah Middaugh cruzando a linha de chegada em uma de suas vitórias no XTERRA

O sucesso é uma jornada, não um destino
Você treina toda a temporada para uma corrida, então algo acontece para interromper seus dias de treinamento a semanas antes do evento. Seu desempenho será subjacente. Você pensa nas horas, milhas e no compromisso financeiro que investiu para chegar até a largada, mas o seu primeiro pensamento é que foi tudo por nada, uma perda de tempo. No entanto, isso pode não ser uma perda total. Lembro-me de ouvir um treinador falar sobre as Olimpíadas em 1980, que a equipe se dedicou todos os esforços para aquele momento, milhares de horas de treinamento e, em seguida, os EUA boicotaram as Olimpíadas.
Esses quatro anos foram uma completa perda de tempo para esses atletas? Absolutamente não. Tudo o que você fez neste ponto da sua vida tornou você o atleta e a pessoa que você é hoje.
Responda adequadamente
A tendência depois de uma corrida ruim é duplicar tudo, pensando que a única resposta é mais volume e mais intensidade. É aí que um registro de treinos e um treinador podem ser muito valiosos. Os exercícios críticos podem ser realizados incorretamente. É possível que você tenha sabotado sua corrida com sobrecarga de treinamento muito perto do evento? Você estava 20% menos treinado ou 2% superado? A resposta não é sempre mais volume e intensidade, mas pode ser simplesmente aderindo a um planejamento, executando as sessões corretas, polarizando seu treinamento, superando os obstáculos de vida que atrapalham seus treinos.
Não espere estar pronto
Os triatletas são planejadores e gostam de olhar para frente, mas não pensam muito adiante. Os pontos chave foram avaliados e o ano que vem será seu ano. Você aprende com seus erros e os corrige ano a ano. Enquanto isso, não adianta continuar com maus hábitos, inconsistência e falta de foco. É como uma pessoa que inicia um programa para perder peso e continua com os maus hábitos alimentares e inatividade durante os feriados. Planeje o futuro, mas viva no presente. Você é o que você faz consistentemente.
Josiah Middaugh é o atual campeão Panamericano do XTERRA e foi o campeão mundial do XTERRA 2015. Possui mestrado em cinesiologia e tem certificado de personal trainer há 15 anos (NSCA-CSCS).