39.0481, -77.4728
  • 20 e 21 de outubro

    Camp Praia do Rosa

    Imbituba – SC

    -28.226547, -48.668486 Inscreva-se Saiba Mais
  • 10 e 11 de novembro

    Camp Ilha do Mel

    Ilha do Mel – PR

    -25.517005, -48.334969 Inscreva-se Saiba Mais
  • 01 e 02 de dezembro

    PARATY

    Paraty - RJ

    -23.212859, -44.711337 Inscreva-se Saiba Mais
  • 9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde 2019

    Mangaratiba - RJ

    -22.949793, -44.074256 Inscreva-se Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    A bela é fera: conheça Ana Luiza Siqueira

    Em seu debute no XTERRA, mineira surpreendeu e conquistou o primeiro lugar no MTB Cup Pro em Rota Imperial

    Ana Luiza Siqueira foi a campeã do MTB Pro

    Ana Luiza Siqueira cruzando a linha de chegada em Rota Imperial. Foto: Bruno Meneguitti

    O XTERRA Rota Imperial 2017 foi disputado no final de agosto e contou com mais de 1.500 atletas, incluindo os experientes na competição e os novatos. Uma novata, porém, não sentiu o peso da estreia e surpreendeu o público e outros competidores em dois aspectos, um foi o técnico e outro foi o estético. A bela Ana Luiza Siqueira, de apenas 22 anos, competiu no MTB Cup Pro e completou o trajeto de 54 km em 03h13min01seg, tempo que lhe rendeu o primeiro lugar na modalidade feminina.

    A vitória de Ana não foi fácil. A morena, que compete profissionalmente há oito meses apenas, travou uma disputa parelha com a campineira Sabrina Gobbo e com a belo-horizontina Isabella Ribeiro, que já são atletas frequentes nos circuitos do XTERRA e acostumadas às glórias. Para superar ambas, Ana disse que contou com muito preparo e abdicou de vários fatores comuns na vida de uma jovem universitária, mas o incentivo do namorado Felipe Aguiar é tão grande que faz valer a pena.

    WhatsApp Image 2017-08-27 at 14.34.32O pódio feminino do MTB Cup Pro do XTERRA Rota Imperial

    “Por ser nova e fazer faculdade, tenho uma dificuldade muito grande porque preciso perder noite de sono às vezes. Sair para curtir uma balada é raro e beber não faz mais parte da minha vida. Larguei tudo para poder treinar, e eu me dedico muito mesmo. Com certeza foi o que me fez vencer no XTERRA. Meu namorado me apoia demais e foi o responsável por me colocar nesse mundo das pedaladas inclusive. Treino todos os dias da semana, faço dieta regrada e desde criança pratico esportes como jiu-jitsu, corrida e malhação. Sempre fui muito ativa e quando comecei a pedalar, em janeiro, já tive um bom desempenho, então meu treinador Renato Marinho me aconselhou a entrar em competições”, explica Ana Luiza, que é estudante de odontologia na UNIG (Universidade Iguaçu), em Itaperuna, no Rio de Janeiro.

    Apesar da pouca experiência, Ana já possui um currículo admirável e planeja “voos mais altos” em breve. Federada como competidora no Espírito Santo, a jovem se encantou com a organização e o percurso do maior festival de esportes off-road do mundo. “Sou atual vice-campeã brasileira sub-23 de XCO e campeã capixaba de XCO. Amei tudo no XTERRA e quero participar de todas as etapas daqui em diante. Além disso quero ser também campeã estadual de maratonas e garantir o primeiro lugar do ranking geral da FESC (Federação Espírito Santense de Ciclismo) para ano que vem começar a me dedicar 100% às provas nacionais.

    Apesar da performance perfeita e do troféu em Rota Imperial, Ana Luiza Siqueira também atraiu olhares, principalmente masculinos, pela beleza. Apesar de não procurar fãs apaixonados, a atleta diz não se importar com os galanteios e preza apenas pelo respeito dos admiradores. “Ah, ouço muita cantada! Nas minhas redes sociais então, nossa senhora! Eu lido bem com isso, sou simpática, trato bem, mas tem que haver um limite. É algo normal na vida de uma mulher, em todas as áreas, mas meu foco mesmo é pedalar”, assume a mineira natural de Espera Feliz.

    Ana Luiza Siqueira 3

                                                  Ana Luiza Siqueira

    Ana Luiza Siqueira tentará manter o título no MTB durante o XTERRA Estrada Real, que acontece em 30 de setembro e 1° de outubro, na cidade de Tiradentes, em Minas Gerais.

    XTERRA Estrada Real promete repetir sucesso em Minas Gerais

    Maior festival de esportes off-road do mundo chega à nona edição em 2017 com vários atletas de elite; Rosália Camargo vai defender o título na Endurance (50 km)

    16_Xterra_Estrada_Real_50Km (11)A prova de 50 km, mais uma vez, será lotada de competidores de alto nível. Foto: Thiago Lemos

    Tida por muitos como a etapa mais charmosa do Brazil Tour, o XTERRA Estrada Real está de volta. Nos próximos dias 30 de setembro e 1° de outubro, o evento reunirá, em Tiradentes, Minas Gerais, cerca de 5.000 atletas competindo em provas desafiadoras e bastante exigentes, como a Short Night Run (9,7 km) e a Half Night Run (21,7 km), que serão disputadas à noite e tendem a apresentar um espetáculo luminoso com às lanternas acesas dos corredores. As inscrições ainda podem ser feitas através do link https://goo.gl/QkkLKJ.
    Na difícil Endurance (50 km), a carioca Rosália Camargo, atual campeã do XTERRA Estrada Real e de outras 11 etapas do evento até hoje, tem presença garantida novamente e, dessa vez, ela vem ainda mais forte. O motivo são lembranças, porém nem sempre triunfais, segundo a própria.
    “Estou desde 2012 participando dessa modalidade em Tiradentes, então nem preciso dizer o quanto gosto da cidade, do percurso e da organização. Estou animada para mais uma largada ao lado de grandes atletas e foi lá que tive os momentos mais emocionantes da carreira. Em 2013 tive a chegada mais incrível da minha vida, que foi à noite, após descer a ladeira de pedras da Praça da Rodoviária, com o público iluminando meu caminho com várias lanternas e celulares, gritando que eu era a campeã. No ano seguinte eu caí em uma pedra, abri o joelho direito e foi uma luta para concluir o trajeto. Ano passado sofri com o calor, mas venci outra vez e vi minha filha na reta final, então realmente o XTERRA Estrada Real é especial para mim”, revela Rosália.

    16_Xterra_Estrada_Real-298Rosália Camargo, com a filha Maria, cruzando a linha de chegada em 2016. Foto: Thiago Lemos

    Mas o XTERRA Estrada Real, que é patrocinado pelo SESI FIEMG, não é composto apenas pelas corridas a pé. O XTERRA Duathlon, o MTB Cup Sport e MTB Cup Pro, além da modalidade Kids para a criançada e a nova MTB Enduro também terão vez em Minas Gerais. A prova de Enduro no XTERRA é relativamente nova no cronograma. Esta será apenas a terceira edição da competição empolgante de mountain bike, que teve Diego Knob e Leonardo Mattioli como únicos campeões profissionais.

    16_Xterra_Estrada_Real_Enduro (23)O XTERRA Enduro promove muita adrenalina em suas descidas íngremes. Foto: Thiago Lemos

    XTERRA Estrada Real – MG

    Data: 30 de setembro e 1° de outubro – Temporada 2017
    Local: Rua Ovídio de Abreu, 12 – Tiradentes, MG
    Inscrições:  https://goo.gl/QkkLKJ

    Cronograma: http://www.xterrabrasil.com.br/tour-2017/wp-content/uploads/docs/cronograma/10_cronograma_Estrada_Real.pdf

    Aos 16 anos, César Augusto Alves mostra evolução na Rota Imperial

    Após desempenho não satisfatório no XTERRA Vale do Aço, mineiro pega pesado nos treinamentos e apresenta melhoria técnica 

    Cesar 16 anosCésar exibe orgulhosamente sua medalha adquirida no XTERRA Rota Imperial / Foto: Bruno Meneghitti

    É de conhecimento mundial que a melhor forma de um atleta ter um desempenho de alto nível é se dedicando ao máximo nos treinamentos. Cristiano Ronaldo, o atual melhor jogador de futebol do mundo, é viciado em treinos físicos, conforme relatos de antigos treinadores e companheiros de equipe, por exemplo. No mundo XTERRA o exemplo mais chamativo com este perfil, é o do mineiro César Augusto Alves.

    Cesar 16 anos queda

    Natural de Caratinga, o menino de apenas 16 anos de idade participou da prova de Duathlon da etapa Rota Imperial em Pedra Azul, no Espírito Santo, nos últimos dias 26 e 27 de agosto. O 18° lugar foi comemorado pela forma como foi realizado o percurso, já que no último mês de abril, durante o XTERRA Vale do Aço, o desempenho de iniciante o fez passar por momentos de constrangimento, incluindo lágrimas na reta de chegada, atrás de outros 48 competidores. “Minha performance em abril foi horrível, tomei sete tombos e estava começando no esporte, sem técnica nenhuma e com a bike emprestada. Não sei como não fui o pior daquela prova. Passei vergonha lá, mas na Rota Imperial não caí nenhuma vez, já fui com minha própria bicicleta e vibrei com minha evolução”, admite César, que pode ser visto ao lado prestes a levar um de seus tombos no Vale do Aço.
    Obviamente que sua nova chegada chamou atenção e, ao invés das lágrimas, um abraço na família e uma serena entrevista revelando os motivos de seu amadurecimento. “Tenho pouco tempo de experiência na bike, comecei em 2015 por influência de amigos, mas tive problemas no colégio e precisei interromper. Depois de um ano recomecei e fui muito mal no Vale do Aço, mas passei a treinar seis vezes por semana, com séries de musculação, esteira, bike in door e no sábado faço 15km correndo, no domingo eu fecho com uma distância de 50km pedalando. Acredito que toda essa dedicação já está mostrando resultados e, continuando os treinos bem focado, espero atingir meu objetivo logo, que é me tornar um atleta de elite”, confessa o atleta da RockSport.

    Duvidar de um atleta XTERRA jamais é recomendável, visto que já houve vários casos de superação no maior festival de esportes off-road do mundo. O certo é que o exemplo futebolístico utilizado no primeiro parágrafo pode servir de inspiração e, quem sabe, em 15 anos, não exista um texto citando César Augusto Alves como modelo de atleta vitorioso no esporte por causa do empenho nos treinamentos?

    Vento, sol e adrenalina marcaram o XTERRA Camp Rota do Sol 2017

    Felipe Moletta venceu no Cross Triathlon masculino e Sabrina Gobbo liderou no feminino. Klebson Gomes e Maria das Graças Souza venceram a Trail Run

    XTERRA Camp Rota do Sol 3Sabrina Gobbo venceu mais uma etapa do XTERRA Brazil / Foto: Claudiney Santos /USINACOM

    Vento, sol e muita adrenalina marcaram o último sábado, dia 2 de setembro, nas areias, trilhas e calçamentos de Pirangi, na cidade de Parnamirim, Grande Natal. A edição potiguar do XTERRA Camp 2017, com apresentação do SESI, contou com um dia ensolarado e com boas e longas brisas, contribuindo para muitas emoções e superação para a turma do Cross Triathlon pela manhã e para os corredores da Short Trail Run, à tarde. Os 100 atletas do “nada, pedala e corre” largaram pontualmente às 8h30 para 750m de natação. Após 1h27m, o paranaense Felipe Moletta garantiu a sua quarta vitória em 2017 no circuito XTERRA, colocando pouco mais de 2 minutos de diferença para o natalense Cid Barbosa (1h29m54s).

    WhatsApp Image 2017-09-02 at 16.33.43

    A largada do primeiro trecho do Triathlon foi para encarar 750m de natação. Foto: Claudiney Santos / USINACOM

    “Eu senti bastante o calor e a diferença de temperatura de onde eu venho. Mas a prova foi excelente. Estrutura, qualidade e principalmente, pontual”, comentou Moletta. Cid, que estava afastado das provas fora de estrada, ficou feliz com o desempenho e afirmou que todos devem apoiar esse tipo de evento no RN. “Estava sem competir provas de cross, mas fiz questão de participar e trazer toda a equipe de assessoria (CB SPORTS) para prestigiar e incentivar esse tipo de prova. Eu comecei na corrida de aventura e sempre apoiarei eventos dessa natureza”, ressaltou Cid Barbosa.
    No feminino, Sabrina Gobbo venceu pela terceira vez e se tornou a Miss XTERRA Camp Rota do Sol. “É sempre muito bom correr aqui no RN. O vento hoje foi um desafio a mais, porém o visual da prova compensa qualquer dificuldade”, comentou Gobbo, que recomenda a todos os competidores a vir participar das provas realizadas no Nordeste. O XTERRA Camp Rota do Sol contou com total apoio da Secretaria de Esportes e Lazer de Parnamirim, que deu todas as condições necessárias para o evento. O Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar e de Trânsito marcaram presença contribuindo com toda logística do festival.

    XTERRA Camp Rota do Sol 5Sabrina e Vanessa Bley formaram o pódio do Triathlon feminino. Foto: Claudiney Santos / USINACOM

    Os atletas puderam ainda contar com hidratação durante todo o evento e toda uma estrutura na Arena da Prova na orla de Pirangi, com distribuição de frutas, energético Mormaii e muita água, além de massagens, food trucks e ações de parceiros. A loja itinerante da Rapanui Bike Store foi uma das mais procuradas pelos participantes e pelo público, assim como o stand da E-Esolar, empresa de energia solar fotovotáica, patrocinadora da prova.

    _DSC3910Foto: Claudiney Santos / USINACOM

    SHORT TRAIL RUN
    Às 15h30 foi a vez da prova de corrida fora de estrada do XTERRA ser destaque pelas trilhas de Pirangi. A Short Trail Run contou com 150 corredores dispostos a encarar os 7,4 km de prova on e off road com travessias de ponte, rios, descidas e subidas, que renderam muita emoção.
    Maria das Graças, natural de Jardim do Seridó, venceu a prova entre as mulheres e mostrou satisfação pelo primeiro lugar e pela corrida. “Nunca tinha feito uma prova tão legal e apaixonante como essa. Curti demais e já estou esperando as próximas”, disse Maria, aos 45 anos de idade e muita disposição.
    Entre os homens, a vitória ficou com Klebson Gomes que percorreu os 7,4 km de trilhas e desafios em 27m58s, superando vários adversários fortes de todos os lugares do Brasil. “Valeu a pena demais. É uma competição diferente para quem está acostumado a correr na rua, mas é muito empolgante”, concluiu.
    Mais informações sobre o XTERRA Camp Rota do Sol e todo o circuito podem ser obtidas na Rapanui (Avenida Salgado Filho, 2850, Loja 7): (84) 2030.9333. O XTERRA Camp Rota do Sol é apresentado pelo SESI e é uma realização da Rapanui Bike Store, com o patrocínio da E-Esolar, Ecocil e Energético Mormaii. O apoio é da Specialized, Thule e PG Prime com a parceria da Prefeitura Municipal de Parnamirim e da Setel – Secretaria de Esporte e Lazer de Parnamirim.
    Resultados finais XTerra Camp Rota do Sol
    Cross Triathlon
    Profissional Masculino
    1 – Felipe José Moletta – 1h27m18s
    2 – Cid Barbosa – 1h29m54
    3 – Raphael Maciel Galhardo De Paula  – 1h35m10
     
    Profissional Feminino
    1 – Sabrina Globo – 1h49m
    2 – Vanessa Bley – 2h01m06
     
    Short Trail Run
    Geral Masculino
    1 – Klebson Gomes – 27m58s
    2 – Eduardo Paiva – 28m29s
    3 – César Broca – 28m55s
    4 – José Pedro da Silva – 29m01s
    5 – Ademir Ventura de Freitas – 29m21s
     
    Geral  Feminino
    1 – Maria das Graças Souza – 36m44s
    2 – Edinaide Cristina da SIlva – 40m18s
    3 – Elisangela Soares Nobre – 42m24s
    4 – Inês Lagreca Barbosa – 42m53s
    5 – Larissa Bastos – 43m25s

    Dica Exceed: como deve ser a alimentação antes de uma competição?

    dicaexceed_2Os 2 a 3 dias que antecedem uma competição são muito importantes para abastecer nossas reservas de glicogênico (forma de armazenamento de glicose no músculo e fígado), que é a principal fonte de energia usada durante os treinos e provas.

    É importante que esses carboidratos venham de fontes que não contém fibras, pois ao deixar de consumir esse nutriente, diminuímos a motilidade gástrica prevenindo que haja qualquer problema durante a prova. Na noite anterior à competição, a refeição deve conter basicamente carboidratos (cerca de 70 a 80%), associada à proteína magra e de mais fácil digestão, como frango e peixes, por exemplo. É aconselhável evitar fontes de gordura. Uma dica muito importante é não fazer essa refeição fora de casa, para evitar qualquer contaminação e é ideal saber exatamente como e com quais ingredientes ela foi preparada.
    E por último, uma das orientações mais indispensáveis é nunca tentar nada novo no dia da prova. Tudo deve ser testado nos treinos, inclusive a hidratação, e o que der mais certo, ser repetido na competição. Procure sempre um nutricionista para uma melhor e mais individualizada estratégia e plano alimentar.

    Proudly powered by WordPress | Theme: xterra by Underscores.me.
    MENU