39.0481, -77.4728
  • 9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde 2019

    Mangaratiba - RJ

    -22.949793, -44.074256 Inscreva-se Saiba Mais
  • 08 e 09 de Junho

    Praia do Forte 2019

    Mata do São João – BA

    -12.574687, -38.004731 Inscreva-se Saiba Mais
  • 13 e 14 de Julho

    Agulhas Negras 2019

    Resende – RJ

    Inscreva-se Saiba Mais
  • 28 e 29 de setembro

    Estrada Real 2019

    Tiradentes – MG

    -21.110108, -44.173202 Inscreva-se Saiba Mais
  • 10 e 11 de novembro

    Camp Ilha do Mel

    Ilha do Mel – PR

    -25.517005, -48.334969 Inscreva-se Resultados Saiba Mais
  • 01 e 02 de dezembro

    PARATY

    Paraty - RJ

    -23.212859, -44.711337 Inscreva-se Resultados Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    Na terceira etapa do ano, Barra Grande (BA) recebe XTERRA Camp Bahia neste fim de semana

    16_XTERRA_Ilhabela_Run (30)O final de semana vai pegar fogo em terras baianas. Tudo porque o XTERRA Brazil Tour, maior festival de esportes off-road do planeta, aterrissa em Barra Grande (BA) para levar muita diversão e contato com a natureza para seus competidores neste fim de semana. A edição Camp Bahia, que faz parte das 13 etapas programadas pelo evento para esta temporada, contará com quatro modalidades, além da corrida kids.
    Envoltos por um cenário únicos, os atletas terão a chance de competir em uma das regiões mais bonitas e badaladas do Nordeste. Não faltam atrativos para a prova, tanto que muitos campeões, atletas de elite e amadores estarão presentes na competição. O XTERRA Camp Bahia será a terceira edição do XTERRA Brazil Tour 2017.
    Dono de três vitórias do XTERRA Brazil Tour 2017, Antônio Gonçalves será um dos destaques do festival. Voando baixo nos primeiros meses do ano, o mineiro quer mais uma vitória para disparar na liderança do ranking anual do XTERRA Half Trail Run.
    “Voltei a treinar sem dores e lesões. Estou com ótimas expectativas para o XTERRA Camp Bahia. É um lugar novo para mim, quero muito conhecer e ir bem na prova. Estou bastante motivado e pretendo vencer mais uma etapa para seguir firme na liderança do ranking”, disse.
    SESI apresenta XTERRA Camp Bahia

    Data: 29 e 30 de abril de 2017
    Local: Ponta do Mutá, Barra Grande (BA)
     

    1470096916_c7b8c3e75c_b

    Por Mundo Tri:
    A cafeína é um estimulante muito usado no mundo, e não deve ser considerada como sinônimo de café, pois é apenas uma das centenas de substâncias encontradas nesta bebida.
    Esse estimulante está presente em fontes diárias de alimentação além do café, como chá, chocolate, cacau e colas. Além de se encontrar em uma variedade de plantas e medicamentos não prescritos. Por uma ampla variedade de fontes alimentares e não alimentares, a cafeína é considerada, hoje, como a substância psicoativa mais consumida em todo o mundo, socialmente aceita por pessoas de todas as idades, independente do sexo e da localização geográfica.
    A cafeína é vista como um suplemento ergogênico nutricional (um suplemento é considerado ergogênico quando aumenta o rendimento esportivo), mas não possui nenhum valor nutricional. Ela é facilmente absorvida pelo estômago e atinge seu ponto máximo no sangue entre 1 e 2 horas. Ademais, tem o potencial de afetar todos os sistemas do corpo, já que é absorvida pela maioria dos tecidos.

    CAFEÍNA E ESPORTE

    Os efeitos da cafeína para reduzir a fadiga, aumentar a disposição e o estado de alerta são reconhecidos e estudados há muito tempo. Esses estudos mostram que a cafeína pode influenciar indiretamente na performance, permitindo que o indivíduo se exercite com maiores intensidade e por um período maior, reduzindo a dor e a sensação de força por meio do efeito que é causado no Sistema Nervoso Central. A cafeína pode ainda melhorar as funções do músculo esquelético através do aumento da potência muscular.
    As evidências mostram que o máximo benefício da cafeína é alcançado com pequenas a médias concentrações, de 2 a 3 mg/kg de peso corporal, o que é facilmente consumida pela maioria da população (em média 3 xícaras de café chegam nesse valor). Esses benefícios ocorrem em diferentes tipos de esportes, incluindo esportes de endurance, explosão e “stop-and-go” (exemplo: futebol).

    CAFEÍNA E EFEITOS COLATERAIS

    A cafeína é relativamente segura, mas as tolerâncias individuais variam e com isso pode haver efeitos colaterais. O consumo excessivo pode provocar ansiedade, nervosismo, dificuldade de concentração, mal-estar gastrointestinal, insônia e irritabilidade. Com alta doses, há riscos de arritmias cardíacas e leves alucinações. Além disso, pode ocorrer um aumento na temperatura corporal, podendo prejudicar o desempenho em exercícios realizados em altas temperaturas. Ademais, por aumentar a diurese, a cafeína pode promover a desidratação.
    Antes de começar a consumir o ergogênico, os efeitos devem ser analisados, assim como a influência no esporte, na hidratação, no sono e na alimentação. Por isso é sempre bom consultar uma nutricionista para obter um melhor resultado no uso da cafeína.
    Fonte: (http://www.mundotri.com.br/2017/03/cafeina-e-seus-efeitos-sobre-o-desempenho-dos-atletas/)
     

    Estreando no XTERRA Brazil Tour 2017, Felipe Moletta será um dos destaques da etapa mundial, em Ilhabela (SP)

    16_XTERRA_BRASIL_TRIATHLON_SABADO (18)Edição mais aguardada do XTERRA Brazil Tour 2017, a etapa Brazil – única edição do circuito brasileiro a fazer parte do XTERRA World Tour -, que acontece entre os dias 13 e 14 de maio, em Ilhabela (SP), reserva grandes surpresas para os participantes das oito modalidades em disputa. Como de praxe, mais de 50 vagas serão distribuídas para os atletas do XTERRA Traithlon para o XTERRA World Championship, que será disputado em outubro, no Havaí. Nesta temporada, os melhores atletas do XTERRA Half Trail Run serão agraciados pela primeira vez com vagas para o XTERRA Trail Run World Championship, marcado para dezembro, também em terras havaianas.
    A proximidade do evento, já começa a estimular até mesmo os atletas mais experientes do circuito. Caso de Felipe Moletta, que tem mais de dez anos de experiência no XTERRA Brazil Tour e diz estar contando os minutos para participar da etapa Brazil, que também marcará sua estreia no festival em 2017.
    “A minha preparação vem sendo feita desde janeiro e venho seguindo o planejamento à risca. Não mudei muita coisa dos anos anteriores. Continuo com a mesma rotina de sempre. Trabalho, família e treinamentos. São 12 anos correndo no XTERRA Brazil, mas sempre quando vou largar para que é a primeira vez. Dá aquele friozinho na barriga, ainda mais por ser minha primeira participação no evento neste ano”, confidenciou.
    A intensa relação de Ilhabela (SP) com o XTERRA Brazil ganha ainda mais sentido por histórias de superação e recordações marcantes. Com Moletta não é diferente. O multicampeão do XTERRA Triarhlon também vivenciou situações inesquecíveis na cidade paulista.
    “Tenho ótimas recordações. Em 2014, por exemplo, foi uma etapa muito especial para mim. Meu filho tinha acabado de nascer, mas estava internado e seria submetido a uma cirurgia. Foi um período muito complicado. Resolvi fazer a prova mesmo assim e saí vencedor. No fim, tudo deu certo. Eu conquistei uma importante vitória e o meu filho ficou bem”, relatou.
    Além das disputas por um lugar em competições internacionais, o XTERRA Brazil que é patrocinado pela Prefeitura de Ilhabela, contará com muita emoção e disputas acirradas por pontuação no ranking anual. Os interessados em se inscrever para o XTERRA Triathlon, XTERRA Short Night Run 9,3 km, XTERRA Half Trail Run 21,3km, XTERRA MTB Cup Pro 42,9km, XTERRA MTB Cup Sport 24,2km, XTERRA MTB Enduro, XTERRA Swim Challenge 1,5km/3km e XTERRA Kids devem efetuar suas inscrições por intermédio do site http://xterrabrasil.com.br/tour-2017/.
    O XTERRA Brazil Tour, que tem 13 edições planejadas para esta temporada e é apresentado pelo SESI, iniciou suas atividades em 2017 na cidade de Conceição do Ibitipoca, interior de Minas Gerais. Na última semana, o evento passou por Ipatinga (MG) e terá uma etapa em Barra Grande (BA), no fim deste mês, antes de chegar a Ilhabela (SP) na primeira quinzena de maio.

    Com promessa de muita aventura, Barra Grande (BA) se prepara para receber XTERRA Camp Bahia neste fim de semana

    19032017-IMG_8992
    Marcado para os dias 29 e 30 de abril, o XTERRA Camp Bahia promete fortes emoções e uma paisagem lindíssima. Atraídos pelas belezas da região e o espírito de aventura, atletas de diversas partes do país já estão em fase final de preparação para o evento, que será realizado em Ponta do Mutá, em Barra Grande (BA). Os competidores terão a chance de testar-se em seis modalidades distintas, além do XTERRA Kids – corrida exclusiva para crianças de 1 a 13 anos.
    Um dos grandes destaques das duas primeiras edições do XTERRA Brazil Tour 2017, Antônio Gonçalves é presença garantida. Com 100% de aproveitamento até o momento, o atleta do XTERRA Half Trail Run vai em busca de mais um pódio na Bahia.
    “Voltei a treinar sem dores e lesões. Estou com ótimas expectativas para o XTERRA Camp Bahia. É um lugar novo para mim, quero muito conhecer e ir bem na prova. Estou bastante motivado e pretendo vencer mais uma etapa para seguir firme na liderança do ranking”, disse.
    Mesmo com os ótimos resultados obtidos neste início de ano, Antônio não se vê como favorito absoluto em sua modalidade. Ciente do alto nível dos outros competidores, ele fala em acumular logo pontos importantes para seguir na ponta do ranking anual do XTERRA Half Trail Run.
    “Bom, não tenho meta de ganhar todas as provas, até porque sei que temos vários atletas. Meu objetivo é somar pontos para tentar ganhar o ranking o mais rápido possível. Venho mantendo um bom nível de treinamentos e estou muito focado para não perder rendimento. Sei das dificuldades que irei enfrentar, mas estou preparado para novas conquistas”, concluiu.
    O XTERRA Camp Bahia é uma das 13 etapas programadas para o XTERRA Brazil Tour 2017, que é apresentado pelo Sesi. As inscrições para o evento seguem abertas e devem ser efetuadas pelo site http://xterrabrasil.com.br/tour-2017/.
     

    euatleta_potassio_920x518
    Por Eu Atleta:
    O potássio é o mineral mais abundante dentro da célula e possui inúmeras funções importantes no nosso corpo: junto com o sódio regula o teor de água no organismo, controle da pressão arterial, bom funcionamento cardíaco e excitabilidade neuromuscular.
    A deficiência de potássio é rara, principalmente por ser uma micronutriente muito abundante no nosso corpo no meio intracelular e facilmente conseguido através da alimentação. Entretanto, sua deficiência pode ser observada em indivíduos alcóolatras; pacientes com anorexia nervosa; em uso de medicamentos como diuréticos e corticóides.
    Podendo levar a distúrbios neuromusculares como cãibras, fraqueza, alteração na pressão arterial e arritmia cardíaca. Quando pensamos na reposição de potássio, o primeiro alimento que nos vem a cabeça é a banana. Entretanto, outros alimentos são boas e até melhores fontes. O teor de potássio de uma banana grande (100g) é igual a 358mg. A nutricionista Cristiane Perroni, especialista do Eu Atleta, lista cinco alimentos que podem substituir a fruta “queridinha” dos atletas. Confira abaixo:
    Nuts (castanhas do Pará e cajú e amêndoas)
    As oleaginosas possuem em média 650 mg de potássio\100g. É um excelente fonte energética e de alto potencial antioxidante. Pode ser incorporado na alimentação do dia a dia como um lanche intermediário usando 50g de mix de nuts. Também pode se usado em receitas de pães, bolos, biscoitos e saladas.
    Sardinha assada
    Peixe muito popular, fácil de preparar e de custo mais baixo. Possui 574 mg de potássio\100g, é uma excelente fonte de proteínas e de ômega 3. Evite o preparo frito, prefira a forma cozida, assada ou ensopada. Lembrando que peixes devem ser consumidos de duas a três vezes por semana.
    Romã
    Excelente fonte de compostos bioativos como: antocianinas, quercetina, ácidos fenólicos (caféico, catequínico, clorogênico, orto e paracumárico, elágico, gálico e quínico) e taninos. Tem ação anti-inflamatória, antioxidante e cardioprotetora (100 gramas da fruta possui 485mg de potássio).
    Feijão cozido (tipo preto e o carioca)
    É rico em proteína vegetal, aminoácidos essenciais, carboidratos complexos, fibras, vitaminas e minerais. Além de excelente fonte de ferro, também contém potássio 250mg\100g de alimento. Além disso, ele promove maior saciedade à refeição.
    Água de coco – 1 coco tem 300ml em média
    Hidratante, baixo valor energético, fonte de carboidratos, vitaminas e minerais. É composto por cerca de 94% de água e 5% de carboidratos (glicose, frutose e sacarose). Excelente fonte de sais minerais, potássio, sódio, magnésio, cálcio, manganês, vitamina C, vitaminas do complexo B ( Biotina, Riboflavina, ácido fólico, Acido pantotênico e ácido nicotínico) e aminoácido L – arginina (efeito vasodilatador). O coco contém em média 300 ml de água na sua cavidade e 486mg de potássio. Pode ser usado para reposição de carboidratos e eletrólitos após a prática esportiva.
    Fonte: http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/nutricao/noticia/nao-e-so-banana-veja-cinco-alimentos-que-tambem-sao-ricos-em-potassio.ghtml

    Sabrina Gobbo fala de recordações e projeta etapa Brazil, que ocorre nos dias 13 e 14 de maio, em Ilhabela (SP)

    16_XTERRA_BRAZIL_Chegada_Sabado_triathon-16
    Edição mais importante do calendário do XTERRA Brazil Tour 2017, a etapa Brazil está programada para os dias 13 e 14 de maio, em Ilhabela (SP). A cidade, que é velha conhecida dos amantes do maior festival de esportes off-road do planeta, abre mais uma vez suas portas para um evento cercado de novidades e oportunidades para os inscritos. Além das já tradicionais 50 vagas para o XTERRA World Championship, o torneio irá credenciar atletas para o XTERRA Trail Run World Championship, também disputado no Havaí.
    Confirmada para a etapa XTERRA Brazil, Sabrina Gobbo, campeã do ranking do XTERRA Traithlon Elite Feminino no ano passado e atual campeã da edição, comenta sobre a prova e lembra sobre uma etapa marcante no litoral paulista.
    “A etapa Brazil é sempre muito disputada, mas estou pronta para fazer uma grande prova e estar entre as primeiras colocadas. Ano passado, tive uma vitória muito especial nesta etapa. Meu pai tinha falecido há duas semanas e eu não estava muito bem psicologicamente, até porque foi em Ilhabela, em 2015, que ele me viu competir pela última vez. Precisei passar por cima de muitas barreiras e consegui o meu objetivo. Foi uma sensação bem diferente, de dever cumprido”, comentou.
    Com muita experiência em provas do XTERRA Brazil Tour, Sabrina tem uma relação muito próxima com as provas realizadas em Ilhabela. Para ela, não é possível citar alguma edição com a mais especial, já que a cada ano a competição mostra aos competidores situações diferentes.
    “É difícil falar de um ano em especial. Em Ilhabela, as provas são sempre muito movimentadas e diferentes. Sempre adorei competir na cidade por conta de todo clima que cerca a competição. Me lembro com carinho de todas as provas que disputei lá”, finalizou.

    Com novidades, XTERRA Brazil Tour desembarca em Ilhabela (SP) no mês de maio

    16_XTERRA_BRAZIL_Largada_Sabado_triathlon_-5A temporada do XTERRA Brazil Tour começou pegando fogo. Após duas etapas bem-sucedidas nas cidades mineiras de Ibitipoca e Ipatinga, o maior festival de esportes off-road do planeta já está em preparação para aportar em Ilhabela (SP). Marcada para os dias 13 e 14 de maio, no litoral paulista, a etapa Brazil, que faz parte do circuito mundial do XTERRA, terá oito modalidades e muitas novidades para os competidores.
    Além de abrigar a já tradição qualificatória – vagas destinadas aos 50 primeiros do XTERRA Triathlon – do XTERRA World Championship, programado para o dia 29 de outubro na Ilha de Maui, no Havaí, a competição irá classificar os cinco primeiros colocados, masculino e feminino, mais os campeões de cada faixa etária do XTERRA Half Trail Run para o XTERRA Trail Run World Championship, 21km, que irá ser disputado no dia 3 de dezembro na Ilha de Oahu, também no Havaí.
    Além das disputas por um lugar em competições internacionais, o XTERRA Brazil contará com muita emoção e disputas acirradas por pontuação no ranking anual. Os interessados em se inscrever para o XTERRA Triathlon, XTERRA Short Night Run 9,3, XTERRA Half Trail Run 21,3k, XTERRA MTB Cup Pro 47,9k, XTERRA MTB Cup Sport 28,8k, XTERRA MTB Enduro, XTERRA Swim Challenge 1,5k/3k e XTERRA Kids devem efetuar suas inscrições por intermédio do site http://xterrabrasil.com.br/tour-2017/.
    O XTERRA Brazil Tour, que tem 13 edições planejadas para esta temporada e é apresentado pelo SESI, iniciou suas atividades em 2017 na cidade de Conceição do Ibitipoca, interior de Minas Gerais. Na última semana, o evento passou por Ipatinga (MG) e terá uma etapa em Barra Grande (BA), no fim deste mês, antes de chegar a Ilhabela (SP) na primeira quinzena de maio.
    Gerente do projeto XTERRA no Brasil, Wanise Plischke destaca a força do evento, que em mais uma temporada será realizado no litoral paulista, e lembra que a etapa ganhou ainda mais importância com a chance de classificação para o XTERRA Trail Run World Championship.
    “Sem dúvidas a etapa Brazil é a que mais chama a atenção. O fato de classificar para provas no Havaí ajuda ainda mais a termos provas marcadas pelo equilíbrio. Além dos atletas do XTERRA Triathlon, agora os competidores do XTERRA Trail Run também terão a oportunidade de testar suas habilidades à nível internacional. A parceria do XTERRA Brazil Tour com o município de Ilhabela (SP) é muito forte e bem estabelecida. Levar mais uma etapa desse quilate para a região, nos deixa muito orgulhosos e esperançosos por mais um grande sucesso”, afirmou.
    XTERRA Brazi – Ilhabela(SP) 
    Data: 13 e 14 de maio – Temporada 2017
    Local: Ilhabela (SP)
    Inscrições:http://xterrabrasil.com.br/tour-2017/xterra-brazil/

    Lição de vida: XTERRA MTB Cup tem história de muita superação, em Ipatinga (MG)

    IMG_9102
    Dizem que não há limites quando temos um objetivo bem traçado. A afirmativa faz ainda mais sentido para Alexandro Alves de Oliveira. Natural de Belo Oriente, cidade mineira com mais de 250km de distância para a capital Belo Horizonte, o aficionado por competições de mountain bike fez sua estreia oficial no XTERRA Brazil Tour, no último fim de semana, e retornou na bagagem com muita mais do que uma simples medalha por sua participação.
    À primeira vista, essa história pode parecer comum a qualquer competidor que gosta de viajar em busca de novos desafios. E até seria. Não fosse o fato de Alex, como é conhecido, ter perdido uma parte do braço há 25 anos em um acidente automobilístico. Sem tempo para lamúrias e traumas, ele preferiu encontrar na bicicleta uma forma de tornar sua vida muito mais prazerosa.
    “É preciso lutar sempre e nunca desistir dos seus sonhos. Costumo dizer que é diante dos maiores obstáculos da vida que conseguimos nos tornar melhor e arranjar meios para superarmos as adversidades. Só é derrotado aquele que fica parado e com pena de si mesmo. Eu quero e procuro fazer diferente. Sempre gostei de praticar esporte e não há nada que vá me fazer largar minhas metas”
    Disposto a fazer a diferença, Alexandro, que tinha apenas dez anos quando sofreu o acidente que mudaria sua trajetória, acordou cedo no último domingo (9) e, na companhia de amigos, encarou uma viagem de cerca de 28km até chegar a Ipatinga (MG), cidade sede do XTERRA Vale do Aço. Entusiasmado com sua primeira participação no maior festival de eventos off´-road do planeta, ele não escondeu sua satisfação por ter disputado o XTERRA MTB Cup e prometeu retornar ainda mais preparado em breve.
    “Foi minha primeira experiência no XTERRA Brazil Tour. Pela grandiosidade do evento, você sempre imagina coisas boas, mas acho que para estreia foi muito melhor do que eu poderia imaginar. Irado demais. Quero voltar o mais rápido possível e desafiar os meus limites. É muito importante termos a presença de um festival desse porte em nossa região. Serve como incentivo aos mais jovens, movimenta a economia e mostra, na prática, a importância de atividades físicas na vida de todos os cidadãos”, complementou.
    A emocionante história de superação ganhou contornos ainda mais interessantes, quando Alexandro foi chamado para subir ao palco e receber sua premiação. Com o tempo de 03:15:13, o mineiro terminou o XTERRA Cup PCD, categoria criada para pessoas portadoras de alguma deficiência física, na honrosa terceira colocação.

    Campeões do XTERRA Half Night Run 19k Antônio Gonçalves e Geisla dos Santos comemoram vitória no Vale do Aço

    333333333333333
    O XTERRA Brazil Tour começou bastante movimentada e com velhos conhecidos em destaque. Disputado no último dia 8 de abril. O XTERRA Half Night Run 19k levou ao Parque Ipanema, em Ipatinga (MG), centenas de corredores para uma noite de extrema alegria no XTERRA Vale do Aço. Figurinhas carimbadas entre os grandes vencedores do festival, Antônio Gonçalves e Geisla dos Santos brilharam mais uma vez e mostraram que vêm forte para a tempo 2017.
    Credenciado pela dobradinha conquistada no XTERRA Ibitipoca – venceu o XTERRA Half Trail Run e o XTERRA Short Trail Run – Antônio Gonçalves não tomou conhecimento dos adversários e conquistou mais uma bela vitória em Minas Gerais.
    “Estou muito satisfeito com o resultado. Tive alguns problemas físicos para a disputa da primeira etapa, mas, com muita superação, conquistei duas vitórias. Para o XTERRA Vale do Aço consegui chegar muito bem preparado e conquistei mais uma vitória importante. Quero seguir evoluindo e me tornando cada vez mais forte dentro do evento”, comentou.
    Dona de 100% de aproveitamento em 2016, Geisla dos Santos brilhou em sua primeira aparição na atual temporada. Absoluta, ela ficou com a primeira colocação do XTERRA Half Night Run 19k em Ipatinga (MG).
    “Foi uma ótima estreia. Venho me preparando muito forte desde o fim do ano passado para alcançar novos objetivos na minha carreira. Tive um 2016 muito especial. Vou trabalhar forte para fazer desta temporada ainda melhor e inesquecível”, concluiu.

    Sofia Franco supera calor e forte concorrência para conquistar vitória em Ipatinga (MG)

    XTERRA Vale do Aço - Sofia Franco
    As mulheres tiveram um papel fundamental para o sucesso do XTERRA Vale do Aço, realizado no último fim de semana. Cheias de disposição e alegria, elas participaram intensamente das cinco modalidades programadas para o evento.  Provas mais aguardadas do último dia de festival na cidade de Ipatinga (MG), as competições de mountain bike (XTERRA MTB Cup Pro e XTERRA MTB Cup Sport) reuniram os competidores que gostam de pedalar forte, viver grandes emoções e chegar a altos níveis de adrenalina.
    Vários foram os destaques entre os centenas de inscritos que largaram do Parque Ipanema para quilômetros de pura aventura. Responsáveis por disputas bem equilibradas, as mulheres proporcionaram disputas bem acirradas e revezamento entre as primeiras colocadas.
    No XTERRA MTB Cup Elite Feminino, Sofia Franco foi quem levou a melhor. Acompanhada de perto por Sabrina Gobbo, multicampeã no XTERRA Triathlon, ela teve que buscar forças para cruzar a linha de chegada com apenas 59 segundos de distância para a segunda colocada.
    “A prova foi bem dura. Tiveram muitas subidas e descidas extremamente técnicas. Gostei muito do percurso, deixou a prova muito emocionante. Sabia que teria que dar o meu melhor para conquistar um resultado. Foi exatamente o que aconteceu. Estive bem na maior parte da prova, acabei sendo alcançada pela Sabrina Gobbo em um determinado momento e tive que me superar para chegar na frente ao final. Estava precisando muito dessa vitória. Veio em uma ótima hora”, explicou.
    Aos 24 anos, a atleta que mora em Guaratinguetá (SP), atribui ao calor mais um grande adversário no XTERRA Vale do Aço. Disposta a lutar com unhas e dentes pelo título da temporada, ela se mostra pronta para enfrentar os desafios impostos para quem deseja tornar-se campeão.
    “Sim, a prova ficou mais complicada por conta da alta temperatura. A sorte é que largamos muito cedo e passamos por áreas bem arborizadas. Neste ano, eu vim para brigar forte pela disputa do ranking e essas são as situações necessárias, caso você tenha como objetivo conquistar o título de um evento como o XTERRA Brazil Tour”, concluiu a atleta, que alcançou no XTERRA Vale do Aço sua primeira vitória em provas do evento.

    MENU