Aos 64 anos, aposentado esbanja disposição em prova do XTERRA Brazil Tour

_MG_9993
Acordar às 4h da manhã para correr 30km não é para qualquer um. A tarefa, por si só, já seria complicada para um jovem atleta, quiçá para um senhor de 64 anos de idade. Pois bem, foi isso mesmo que aconteceu no XTERRA Costa Verde, disputado em julho do ano passado, no Portobello Resort & Safari, em Mangaratiba (RJ). Entre os cerca de 2800 participantes do evento, Laumir Da Silva sobrava no quesito animação e disposição. Inscrito para o XTERRA Short Trail Run (9,4km), o morador de Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, festejou muito seu tempo durante sua chegada. Com um gás de dar inveja aos mais novos, ele ainda acompanhou por 21km os atletas do XTERRA Endurance 50km como “coelho”.
Além do fato de ter saído pela madrugada de sua residência, Seu Laumir ainda teve que esperar uma carona para chegar no XTERRA Costa Verde. As adversidades apenas realçam a força de vontade do experiente atleta, que provou que é possível correr em alto nível em qualquer idade.
“Essa é a minha terceira participação no XTERRA Brazil. Gostei muito do meu tempo, até mesmo pela minha idade. Estou muito feliz por ter participado de evento tão legal e correr com uma visão tão privilegiada. Além disso, minha participação também foi boa para mostrar aos jovens que você pode se manter ativo a vida inteira. Gostei muito do percurso e pretendo voltar mais vezes”, disse.
Além de destacar pela idade, ele também chamava a atenção por sua indumentária. A camisa vermelha dos Bombeiros não deixava dúvidas de que ali havia um militar disposto a fazer o seu melhor. Esbanjando saúde, o participante confidenciou que jamais tomou um remédio sequer e que sua terapia vem por meio das corridas.

“Sou militar desde os 18 anos. Então, a atividade física sempre esteve bastante presente na minha vida. Acho que isso faz com que eu tenha disposição e alegria para fazer tudo um pouco. Até hoje, os exercícios físicos são a minha maior motivação. Prova disso é que, mesmo aos 64 anos, nunca precisei tomar nenhum remédio, nem tenho nenhuma doença crônica, graças a Deus”.

Bombeiro aposentado com quase 50 anos de profissão, Seu Laumir da Silva faz questão de não largar o quartel e segue orientando os mais jovens com sua vivência na corporação. O preparo físico irrepreensível também possui explicação: uma rotina bastante rígida de treinamentos.

“Estou aposentando, mas sigo dando instruções e treinamentos a outros militares. Costumo sair de casa às 5h da manhã para fazer meus exercícios perto da minha casa. Faço entre três e quatros horas de treinamentos, dia sim, dia não. Minha especialidade são provas de loga distância. Por isso, costumo correr entre 40 e 50km quando estou em processo de preparação”, finalizou.