XTERRA Brazil relembra atleta falecido e emociona público no Camp Paraná

16_xterra_camppr_percurso_domingo_swim-2701
Costumam dizer que quando um grande amigo morre, ele nunca deixa de existir dentro do coração dos que o amaram verdadeiramente. O XTERRA Brazil Camp Paraná, disputado no mês passado, em Ponta Grossa (PR), foi prova disso. Consternados com o falecimento de um companheiro de treinamentos no fim de 2015, os atletas locais e a organização do evento resolveram fazer uma grande homenagem para Paulo Hulman, ou simplesmente Paulinho Jesus, como era conhecido na região.
Esportista por natureza, Paulinho sempre teve no mountain bike sua maior paixão. Incentivado por amigos, ele resolveu se aventurar no Triathlon. Por obra do destino, acabou morrendo fazendo o que mais amava, que era treinar. Durante uma sessão de treinamentos com amigos na Represa dos Alagados, o paranaense resolveu puxar o ritmo e saiu na frente dos companheiros. Poucos minutos depois, seus amigos não o avistaram no ponto de encontro e aí o que era alegria tornou-se uma imensa tristeza, contada por Cristiano, amigo e companheiro de aventuras esportivas.
“O Jesus era um grande amigo de todos do grupo. Meu principalmente. Já que nós sempre estávamos juntos e ele costumava passar as festas de fim de ano na minha casa. Ele havia começado a treinar a natação em 2015 por incentivo de todos os companheiros de treinos. Somos originalmente do Mountain Bike e estávamos começando no Triathlon. Era um dia normal de treinos, o Paulinho foi na frente e não o vimos mais. Ficamos muito preocupados e começamos o processo de buscas. Ele só foi achado dois dias depois. Até hoje não sabemos o que pode ter sido. Ele era um rapaz cheio de vida, a hipótese maior é que tenha sofrido um mau súbito”, explicou.
antes-dos-treinos-de-natacao

(Paulinho era apaixonado por esportes e tinha uma legião de amigos no Paraná)

Quase um ano depois da partida de um ótimo amigo, os atletas do XTERRA Brazil reuniram-se para lembrar de seus feitos. E essa homenagem aconteceu durante os dois dias de competição.
“Foi feito algo bem singelo. Os atletas fizeram se reuniram no pódio e fizeram uma oração em sua homenagem. Foi algo muito marcante, já que ele era uma figura muito querida por todos. Vale lembrar que ele era um atleta muito experiente. Treinava todos os dias, era ótimo no mountain bike e na corrida. Sempre se destacava nas provas regionais”.
As palavras de Cristiano são reforçadas por Karina Pereira, uma das responsáveis pela produção do XTERRA Brazil no Paraná. Ele recorda que Paulinho era uma pessoa entusiasmada e focada em colocar Ponta Grossa(PR) no radar das grandes competições.
Desde o momento em que fechamos a data do evento, já sabíamos que faríamos algo por ele. Esta etapa foi para celebrar a figura do Paulinho e aos nossos amigos que sofreram muito com essa perda. Eles sempre tiveram interesse em incentivar o esporte e se esforçavam muito para isso. Nada mais justo que essa homenagem. O XTERRA Brazil é o berço do Triathlon Off Road,então não havia lugar melhor para exaltá-lo. Era um atleta que estava se empenhando e treinando para a modalidade”, concluiu.