39.0481, -77.4728
  • 20 e 21 de outubro

    Camp Praia do Rosa

    Imbituba – SC

    -28.226547, -48.668486 Inscreva-se Saiba Mais
  • 10 e 11 de novembro

    Camp Ilha do Mel

    Ilha do Mel – PR

    -25.517005, -48.334969 Inscreva-se Saiba Mais
  • 01 e 02 de dezembro

    PARATY

    Paraty - RJ

    -23.212859, -44.711337 Inscreva-se Saiba Mais
  • 9 e 10 de Fevereiro

    Costa Verde 2019

    Mangaratiba - RJ

    -22.949793, -44.074256 Inscreva-se Saiba Mais
  • x
  • Descontos
  • Cadastro feito com sucesso!

    OK
    x

    Cadastre-se e fique
    por dentro do mundo XTERRA!

    Quais as suas modalidades de interesse?

    x

    Fale conosco!

    Sua mensagem foi enviada com sucesso!

    Dica EXCEED: Saiba como os agentes ergogênicos auxiliam sua saúde

    Você sabe o que são agentes ergogênicos?
    Analisando a palavra: “ergo” significa trabalho e “gênese”, produzir, ou seja, é uma ação ou substância que tem a capacidade de melhorar alguma função do organismo, seja em atividades cotidianas ou nas físicas esportivas.
    Os agentes ergogênicos podem ser fisiológicos, como por exemplo o aumento de células vermelhas no sangue quando somos expostos a altas atitudes; podem ser alimentares, como os nutrientes (aminoácidos, vitaminas, minerais), compostos bioativos (cafeína, fitoquímicos); ou farmacológico (hormônios esteróides).
    Dentre a classe dos alimentares, eles podem estar presentes naturalmente em alimentos, como o efeito do resveratrol das uvas na proteção de vasos sanguíneos, ou por meio de suplementos, como a atividade sinalizadora de produção de massa muscular provocada pela L-leucina do BCAA.
    O importante é saber que essas substâncias estão sendo cada vez mais estudadas e estão à disposição de atletas e praticantes de atividades físicas que desejam melhorar seu desempenho. Para praticantes de corridas, por exemplo, os carboidratos, como a Maltodextrina, Dextrose e D-Ribose em pó ou gel já são bastante utilizados como fonte de energia antes ou durante os treinos para dar aquele gás e manter a performance do início ao fim.
    Isabela Pinheiro é nutricionista da Advanced Nutrition. Graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Fluminense (UFF), Pós Graduada em Nutrição Funcional pelo Instituto Valéria Paschoal de Ensino (VP Consultoria).

    Dica EXCEED: Aposte no suco rosa e ganhe mais resistência nos treinos e provas

    O óxido nítrico é uma molécula sinalizadora capaz de facilitar a dilatação dos vasos sanguíneos e com potencial de aumentar a tolerância ao exercício físico durante atividades de resistência a médio e longo prazo.
    Sugere-se que o aumento da ingestão dietética de nitrato (formula molecular de óxido nítrico encontrada nos alimentos) aumenta a concentração dessa molécula no organismo e proporciona melhor oxigenação dos tecidos.
    Dentre as fontes naturais de nitrato temos a beterraba e os vegetais verdes escuros como espinafre e rúcula.
    Que tal incluir esses alimentos fonte durante seu dia para obter os benefícios?
    Antes dos treinos ele ajuda a aumentar a potência e após a nutrir melhor as células.
    Uma opção deliciosa está no suco rosa. È só adicionar uma beterraba pequena no seu suco de fruta preferido e bons treinos!
    Isabela Pinheiro é nutricionista da Advanced Nutrition. Graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Fluminense (UFF), Pós Graduada em Nutrição Funcional pelo Instituto Valéria Paschoal de Ensino (VP Consultoria).

    Circuito inédito de Swim Challenge no XTERRA. Natação com desafios alucinantes em cada etapa

    Pela primeira vez um circuito completo de Swim Challenge no XTERRA BRAZIL TOUR. São quatros competições em águas abertas sempre com uma surpresa. E ainda o sonho de todo nadador: desafiar o mar mais lindo do Brasil na paradisíaca Fernando de Noronha. Ouça todas as informações no podcast da Swim Channel. Provas de endurance de 3km e sprint de 1,5km em todas etapas e ranking com premiação para as duas distâncias.
    CLIQUE AQUI E CONFIRA AS REGRAS DO RANKING

    Swim Challenge Paraty- 11 e 12 de abril
    Swim Challenge Ilhabela – 9 e 10 de maio
    Swim Challenge Costa Verde II – 8 e 9 de agosto
    Swim Challenge Noronha – 17 e 18 de outubro
    Swim Challenge Camp Fuiz de Fora – 14 e 15 novembro
     
     

    NOVO LOTE de inscrições do XTERRA Costa Verde I nesta quarta-feira às 12h

    O sucesso do valor especial de apenas R$20,00 a inscrição de todas as provas para a etapa de Costa Verde I foi tão grande que as inscrições se esgotaram em poucas horas e muita gente ficou de fora. Para não deixar ninguém sem comemorar os 10 anos do XTERRA no Brasil, conseguimos aumentar o número de vagas. Com tantos pedidos é melhor não deixar para depois!

    O novo lote de inscrições abre nesta quarta-feira dia 21 de janeiro às 12h.

     
     

    Ano novo corrida nova. Dicas para sair do asfalto e arrebentar na trilha

    IMG_7533
     
    Atualmente, como segundo esporte mais praticado no Brasil, a corrida tem o seu lugar certo na rotina do brasileiro. Prático e fácil, apenas um tênis e força de vontade já são o suficiente para um ótimo treino, mas porque não explorar mais a corrida e sair das ruas?
    Já pensou em correr em trilhas? Ao contrário do que muitos imaginam, não é difícil e podemos desenvolver um excelente preparo físico. Correr em trilha é vencer as irregularidades do terreno e superar as diferenças geológicas do percurso, e ótimo para condicionar o seu corpo para qualquer tipo de desafio. Ao contrário da corrida no asfalto, onde as únicas dificuldades estão nas subidas e descidas de ruas, viadutos e avenidas feitos pelo homem com inclinações gradativas.
    Para começar a correr na trilha alguns cuidados devem ser tomados:
    O tênis para a corrida na trilha é um pouco diferente do comum, é macio como todos os tênis de corrida porém com o solado específico para o terreno com ranhuras para maior aderência e um tecido arejado caso vocêmolhe os pés.
    Em uma trilha você correrá cercado pela natureza e sua exuberante beleza, e não encontrará mercados ou lanchonetes pelo caminho para comprar uma água ou um suco, por isso é bom levar uma garrafa com água. Caso o treino seja longo vale levar uma mochila de hidratação, nela você consegue carregar uma quantidade maior de água e beber facilmente. Nos treinos longos vale levar também uma opção de carboidrato de rápida absorção e fácil consumo ( frutas secas são uma ótima fonte de carboidratos) e uma fonte de sódio principalmente se o sol estiver forte (uma bala de sódio ou azeitonas).
    Estude o percurso antes de começar o treino, distância, a altimetria e o trajeto são informações relevantes e farão a diferença na sua distribuição de energia ao longo da corrida.
    Se você gosta de correr e natureza, vai adorar essa nova experiência!
    Guilherme Lacerda é graduado em Educação Física pela Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU e especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP
    www.guilhermelacerda.com

    Fisiologista explica que triathlon off-road causa menos lesões que triatlhon de rua

    short_1.5 e 3km swim_xterra 2014-87
    O Triatlhon off-road  cresce em número de participantes, provas e oportunidades para aqueles que gostam de colocar o seu corpo à prova e manter o contato com a natureza.
    Com tantos praticantes aderindo à essa modalidade  é natural alguns questionamentos surgirem e algumas comparações com modalidades próximas aparecerem, nesse artigo vamos discutir os impactos ósteoarticulares do triatlhon off-road e o triatlhon de rua.
    Quando analisamos os gestos motores do triatlhon, corrida, ciclismo, natação, fica claro a alta intensidade que essa modalidade representa devido álonga duração das provas, quanto mais longa uma prova é, maior é o tempo de cada modalidade e assim sendo maior o tempo do movimento repetitivo do gesto motor específico da modalidade, e é esse gesto repetitivo de longa duração que aumenta o desgaste dos tecidos moles que envolvem as articulações como; tendões, ligamentos, burlas etc.
    Quando comparamos essas duas vertentes do triatlhon temos uma situação específica que as separa e que faz a diferença quanto às lesões.
    No Triatlhon off-road as provas são de menor duração em comparação ao triatlhon de rua o que significa menor tempo de gesto motor repetitivo, além desse fator, o terreno influencia muito na automatização do movimento, outra vertente que pode prevenir lesões.
    Quando estamos num terreno onde não éoferecida dificuldades que precisamos prestar atenção o nosso cérebro acaba automatizando o movimento que fazemos diminuindo a atenção para aquele movimento e se concentrando em outras tarefas, e énesse momento que os músculos estabilizadores das articulações, que são fundamentais para a diminuição do impacto repetitivo são menos solicitados, deixando as articulações mais vulneráveis a possíveis lesões.
    Quando analisamos o triatlhon off-road o terreno éum dos principais obstáculos, ele muda constantemente o que faz com o que o nosso cérebro trabalhe dobrado prestando atenção em cada pedra, raiz de arvore, buraco que encontramos pela frente, nos forçando a prestar atenção em cada movimento, contraindo todos os músculos que estabilizam as articulações para um movimento seguro.
     
    Além do contato com a natureza e paisagens maravilhosas o triatlhon off-road oferece um desafio de alta intensidade e de muita exigência física e mental, o que acaba tornando essa modalidade mais segura e menos lesiva.
     
    Guilherme Lacerda é graduado em Educação Física pela Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU e especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP
    www.guilhermelacerda.com

    Dica EXCEED: Conheça os benefícios do abacaxi e aprenda uma receita super refrescante com whey protein

    abacaxi-825x340
    O abacaxi é uma fruta deliciosa e super consumida no verão. Em sua composição além de vitaminas C, A, Magnésio e Ferro, nutrientes importantes para o atleta, ela possui a bromelina.
    Bromelina é uma enzima com capacidade de digerir proteína e costuma ser usada na culinária para amaciar carnes. Ela também é antiinflamatória, favorece e acelera a digestão, facilitando o melhor aproveitamento dos nutrientes. Ou seja, ela pode ajudar na absorção principalmente de proteína, uma ajuda e tanto para atletas que precisam de uma aporte maior delas.
    Uma boa idéia para o uso do abacaxi é uma versão refrescante de shake de Whey Protein de baunilha batido com uma fatia grossa de abacaxi gelado.
    Isabela Pinheiro é nutricionista da Advanced Nutrition. Graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Fluminense (UFF), Pós Graduada em Nutrição Funcional pelo Instituto Valéria Paschoal de Ensino (VP Consultoria).

    10 motivos para você fazer triathlon off-road em 2015

    10motivos
    1.Desafiar-se, superar limites e vencer barreiras nos estimula a sermos mais fortes e dedicados no que fazemos, nos estimula a sermos melhores no trabalho, com a família e amigos e não há nada mais estimulante do que vencer uma prova dessas.
    2.A corrida é o segundo esporte mais praticado no Brasil, o Mountain bike um dos que mais crescem e a natação um dos mais benéficos e completos para o corpo, porque não colocá-los todos juntos num esporte? Basta gostar dessas 3 modalidades para gostar de triathlon off-road.
    3.Viva mais, veja o mundo. O contato com a natureza está cada vez mais escasso. Vivemos em grandes centros urbanos, isolados da natureza, treinando em academias, praticar o triathlon off-road faz você gastar muitas calorias e quebrar a rotina do dia a dia nas cidades.
    4.Você já sentiu aquela sensação de bem estar após uma corrida? Essa sensação não é só psicológica, ela écausada pela liberação de alguns hormônios chamados serotonina e endorfina que são encontrados na corrente sanguínea após algum exercício particularmente aeróbio, o que no caso o triathlon compreende três em conjunto.
    5.Com o surgimento do treinamento funcional, as pessoas começaram a se preocupar não apenas com a estética, mas em preparar o seu corpo para executar tarefas e praticar esportes. Se você pratica ou treina para um objetivo, teste o seu corpo numa modalidade desafiadora.
    6.Treine com um objetivo. Para participar de uma prova de triathlon é necessário dedicação, foco para cumprir uma prova, isso estimula e direciona os treinos, mantendo você mais ativo e mais disposto.
    7.Coração de atleta: Pedalar, correr e nadar são exercícios que fortalecem o sistema cardiovascular, aumentando as cavidades do coração e deixando os seus vasos sanguíneos e artérias mais largos possibilitando assim uma circulação mais fácil e um coração capaz de bombear muito mais sangue em cada batimento.
    8.Pulmão de aço: todos conseguimos inalar a mesma quantidade de ar, mas o que diferencia uma pessoa treinada de uma sedentária é a quantidade de oxigênio que ela consegue absorver no corpo em cada respiração. Praticar esportes extremamente aeróbios melhora a oxigenação nos músculos e em todo corpo durante o esporte.
    9. Alta intensidade: que o triathlon off-road é intenso não resta dúvidas, mas o que poucos sabem é que praticar esportes de alta intensidade faz com que seja ativado um sistema que  aumenta de consumo de oxigênio após exercício. Isso significa que após uma atividade intensa o seu corpo continua gastando calorias e quanto mais alta a intensidade mais tempo dura esse efeito pós exercício, o que é ótimo para quem busca perda de peso.
    10.Tônus muscular: não é só perda de peso que tanto esforço vai te trazer, se você procura um corpo firme e definido sem exageros o triathlon off-road é o esporte ideal. As subidas no pedal off-road combinados com todos os músculos trabalhando simultaneamente na natação farão que seus músculos trabalhem em resistência muscular, o que gera um excelente tônus muscular sem exageros.
    Guilherme Lacerda é graduado em Educação Física pela Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU e especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP
    www.guilhermelacerda.com

    Proudly powered by WordPress | Theme: xterra by Underscores.me.
    MENU