Dicas quenianas para tornar a sua Trail Run ainda melhor

O paulista Ademir Paulino, campeão do Aquathlon em Ilhabela, participou do The Kenya Experience e trouxe informações preciosas para os nossos guerreiros

IMG_0003Ademir Paulino brilhou no XTERRA Brazil. O paulista liderou a prova do Aquathlon do início ao fim. Foto: Hércules Rakauskas

Aos 10 anos, Ademir Paulino começou sua vida na corrida. Aos 40, a fera já correu até com os quenianos! No último XTERRA Ilhabela, Ademir levou para casa o ouro no Aquathlon (corrida + natação). A 11 dias da próxima etapa no município-arquipélago, ele aproveitou para deixar umas dicas preciosas para quem vai participar e contar um pouco mais sobre sua trajetória no esporte off-road.

Todo corredor sabe que ser comparado a um queniano é sinônimo de glória. Ademir pôde fazer a brincadeira ser levada a sério quando participou do The Kenya Experience em agosto de 2017 – o projeto proporcionou uma experiência única, durante cerca de 20 dias, com os melhores corredores do mundo.

Numa cidade de 25 mil habitantes no Quênia chamada Iten, Ademir cumpriu a mesma rotina de treino dos nativos da tribo Kalenjis – a única tribo corredora. “Foi uma experiência incrível porque a gente está falando dos melhores corredores do mundo e quando eu me deparei com o lugar levei um choque. Era uma pobreza extrema da qual eu nunca havia tido contato. Eles não têm estrutura para treinar, estão num lugar a 2.400m de altitude com ruas de terra, esburacadas e todas essas dificuldades acabaram se tornando o ponto forte deles”, conta o atleta.

WhatsApp Image 2018-08-07 at 10.21.10Ademir com os corredores da tribo Kalenjis durante sua experiência na África.

Fora do mundo marcado por lançamentos de tênis, relógios de corrida, paces e fotos no Instagram, o contato direto com o local onde vivem e o abraço às dificuldades fez dos quenianos os melhores corredores do mundo. A prova de que sempre se pode ir além com quase nada à disposição; apenas a disciplina e o amor ao esporte.

Desta experiência, o campeão traz uma dica simples: “menos é mais”. “Os quenianos têm uma humildade muito grande, eles usam a força do grupo para ajudar no individual, é difícil você ver um corredor treinando sozinho, sempre estão treinando em grupos muito grandes de 30, 50, até 100 atletas juntos. Outro ponto muito valioso deles é o autoconhecimento. A tecnologia tira muito isso da gente, você fica tão ligado no relógio e esquece de se perceber, se sentir. Mesmo os atletas que não são competidores, concentram a energia no esporte”. As dicas de Ademir se tornaram muito mais do que conselhos para melhorar o desempenho na corrida, mas sim verdadeiras lições de vida.

Falando sobre XTERRA, Ademir considera o Aquathlon de Ilhabela o mais divertido que já fez na vida. “Todo o esquema da prova é muito legal! O salto do píer, o correr na areia para fazer a transição, a corrida em trechos de asfalto alternando com trilha e terminando na areia fofa. Eu tive que abrir a minha caixa de ferramentas e usar toda a minha experiência para fazer essa prova”. O técnico não só indica a prova, como faz questão de se inscrever no Swim Challenge 3 km e levar os alunos de sua assessoria ao XTERRA Ilhabela. E você, ainda vai ficar de fora dessa?

___________________________

Ademir Paulino é o técnico responsável pela assessoria esportiva que leva seu nome. Além de ser referência entre os atletas brasileiros em Aquathlon, sendo bicampeão brasileiro (2009/2010), 5° colocado no Mundial Austrália (2009), 5° no Mundial Hungria (2010) e campeão mundial em Pequim (2011).